Investimentos

Imposto de Renda 2021: saiba como declarar seus títulos de renda fixa

Deixou o IR para a última hora? Não tem problema. Aqui te damos o passo a passo para você preencher corretamente sua guia de declaração com todos os seus investimentos em títulos de renda fixa.

Compartilhar artigo
Data de publicação
24 de maio de 2021
Categoria
Investimentos

Está chegando uma data importante: o prazo final para a entrega da declaração de Imposto de Renda 2021

Você só tem até o dia 31, às 23h59,  para enviar o documento à Receita Federal.

Hoje, vamos te ajudar com uma parte super importante: investimentos em renda fixa.

Aqui estão as informações necessárias para você preencher a guia de IR de maneira correta, rapidamente e com eficiência. Vamos lá?

Como declarar Tesouro Direto e títulos privados no IR?

Sendo a renda fixa tão popular, é mais do que necessário ter o conhecimento sobre como declará-la para evitar problemas futuros. Alguns dos principais erros ocorrem na separação entre o saldo e os rendimentos.

Levantamos algumas informações do eBook Imposto de Renda 2021 – Um Guia completo para declarar seus investimentos – Empiricus/Seu Dinheiro, produzido pela repórter expert em IR Julia Wiltgen, que serão de grande valia.

Preenchimento dos saldos 

Os saldos das aplicações em títulos do Tesouro devem ser informados na ficha de Bens e Direitos sob o código 45.

Da mesma maneira entram os títulos privados, como os LCIs, CRIs, Debêntures, CDBs, RDBs, dentre outros, conforme o Guia.

Na declaração de Imposto de Renda é necessário informar o CNPJ do emissor do papel – há um campo específico para isso. 

Já em Discriminação, deve-se preencher o tipo de título comprado e quem é o nome da instituição emissora. Também deve-se informar o CPF, número e nome do titular da conta.

Informações sobre os rendimentos

Caso você tenha obtido ganhos com seus títulos no ano passado, é necessário preencher outro campo. 

Eles podem ter sido gerados do vencimento dos papéis, valorização com a venda dos títulos, resgates ou recebimento de juros (cupons). Conforme o Guia, todos os rendimentos devem ser informados, ainda que isentos de tributação.

No código 12 ficam os ganhos com títulos privados isentos de IR (como LCIs e LCAs), Por sua vez, os rendimentos das debêntures incentivadas devem ser declarados sob o código 26

Já os investimentos que possuem Imposto recolhido na fonte, como CDB, LC e debêntures comuns, devem ser declarados na ficha Rendimentos Sujeitos à Tributação Exclusiva/Definitiva sob o código 6.

Estes foram os pontos que você precisa saber sobre a declaração dos títulos de Renda Fixa no Imposto de Renda

Se você deseja saber mais sobre como preencher a guia de declaração dos seus investimentos, então é só clicar aqui e conhecer o Guia Definitivo do Imposto de Renda. Não perca tempo: o prazo acaba semana que vem.