S01E04 – Negócio Arriscado

Nosso analista com cara de mau abre seu coração e nos explica a diferença entre risco e volatilidade.

Compartilhe:
Enviar link para o meu e-mail
S01E04 – Negócio Arriscado

Minha irmã é uma veterinária muito bem-sucedida, tem sangue frio nas situações mais adversas e, cá entre nós, acredito que não exista animal (extinto ou não) que ela não seja capaz de anestesiar e/ou operar. Extrai tumores de animais raivosos e coloca ruminantes pra dormir com a mesma facilidade que eu faço pipoca de micro-ondas.

Mas, quando conversamos sobre investimentos e eu simplesmente toco nas palavras “bolsa” ou “renda variável” ela começa a suar frio e a ter palpitações. Todo seu dinheiro está aplicado em fundos de renda fixa do Itaú.

Provavelmente, fundos ruins!

Nem perguntei a taxa de administração para não passar raiva, mas vou pedir pra Luciana dar uma ligada e bater um papinho com ela.

Está gostando desse artigo?Insira seu e-mail e comece já a receber nossos conteúdos gratuitos

Eu, por outro lado, posso ver minhas ações de Rumo derreterem mais de 10 por cento em uma tarde sem perder um minuto de meu sono, mas, só de pensar em ir ao dentista, passo noites sem dormir, a pressão sobe e o estômago embrulha.

Já tive todos os tipos de pesadelo com o famigerado motorzinho da Dra. Lígia!

E ela, com aquela cara de santa: “Abre o bocão de jacaré”. Não sei o que é pior: me torturar com o motorzinho ou ainda me tratar como criança.

E avião? Quando começa a balançar, sofro mais que em tratamento de canal!

A verdade é que temos muito medo do que não conhecemos. Enxergamos risco em tudo aquilo que nos é estranho.

Mas, tenho uma coisa pra te dizer: risco nada tem a ver com probabilidades e estatística.

Utilizar volatilidade como medida de risco pode ser ótimo para construir modelos, vender livros e ganhar prêmios Nobel. Mas, em nada ajuda na hora de escolher os seus investimentos.

Risco é, pura e simplesmente, a possibilidade de se perder alguma coisa.

Pense no seguinte: se você convidar a menina mais bonita da sala pra ir ao cinema, a estatística certamente joga contra você: a mais bonita sempre diz mais “nãos” do que “sins”. Mas, quando seu convite é rejeitado, você não perde absolutamente nada – talvez só um pouco da autoestima…

Por outro lado, se você decidir brincar de roleta-russa, a estatística é toda sua: as chances de ganhar são de 5 pra 1! Mas, ao perder na russa, você perde, literalmente, tudo!

Veja, mesmo que a roleta-russa tenha muito mais chance de sucesso, ela apresenta um risco muito maior do que a Ludmila, a loirinha de olhos claros que me rejeitou na segunda série.

E a mesma coisa acontece com seus investimentos.

Desde que você faça seu “dever de casa” e analise bem as ações em que vai investir, os riscos da bolsa são muito menores do que as cotações diárias e flutuações de preço podem indicar – ações de qualidade apresentam risco muito baixo de perda permanente de capital.

Tática Combinada da Rentabilidade Adicional

O que parece melhor: ter uma parcela dos lucros de grandes empresas ou uma parte dos aluguéis de um imóvel comercial na Faria Lima?

Ou a combinação dos dois?

Conheça a forma simples de ter um pinga-pinga de dinheiro em sua conta para equilibrar suas despesas e realizar seus sonhos.

QUERO CONHECER A TÁTICA

Se no curto prazo tudo pode cair, no longo prazo, boas ações sempre sobem.

O momento atual é ótimo para ilustrar isso. O gráfico a seguir mostra a evolução de Localiza (RENT3) nos últimos dias. Notem a queda brusca a partir do dia 8 de novembro, quando o mercado começou a “panicar” com as especulações sobre as novas políticas econômicas do Trump.

Fontes: Empiricus Research e Bloomberg.

Olhe, eu lá sei quais loucuras do Trump serão implementadas de fato? Muito menos sei seus efeitos futuros. Mas, uma coisa eu tenho certeza: nada do que ele fizer terá um impacto relevante sobre o aluguel de carros no Brasil.

Será que, de fato, quem tinha ações de Localiza no dia 7 de novembro perdeu alguma coisa?

Será que a Localiza vale menos, enquanto companhia?

Será que a capacidade da empresa em alugar carros e gerar caixa caiu só porque o cara do topete foi eleito?

No próximo gráfico, temos o comportamento da ação ao longo dos últimos 10 anos (cotação mensal). Veja como a ação teve vários momento de queda, seguidos de recuperação, que a levaram a um novo máximo. Por mais que o comportamento não seja linear, a ação subiu de forma consistente nos últimos 10 anos.

E, como falamos, é isso que boas ações fazem. Elas sobem! O mais legal de tudo é que pouco importa quando você comprou. A ação acaba indo para cima, uma hora ou outra.

Tudo que você precisa é de estômago e paciência.

Fontes: Empiricus Research e Bloomberg.

É claro que desempenho passado não é garantia de desempenho futuro e não estou aqui recomendando que você saia comprando RENT3 feito louco. Estou apenas mostrando como as flutuações de preço no curto prazo são absolutamente aleatórias e que nada têm a ver com o verdadeiro risco de se investir em Localiza.

Assim como Localiza, existem diversas outras boas ações na bolsa brasileira, com ótimo desempenho no longo prazo, mesmo que apresentem flutuações significativas no curto prazo.

Está na hora de começar a pensar melhor como vai investir seu dinheiro e garantir seu futuro. Do jeito que vão as contas públicas, seria loucura acreditar que a Previdência vai fazer alguma coisa por você!

Links Recomendados

:. O efeito Trump no mercado brasileiro

:. Querer é poder?

:. Vô, vó, esta é para vocês

Conteúdo recomendado