As armadilhas dos bancos, parte 3: seguro é coisa muito séria

Seguro é coisa séria e pode comprometer a vida da sua família quando contratado de forma errada.

Compartilhe:
Enviar link para o meu e-mail
As armadilhas dos bancos, parte 3: seguro é coisa muito séria

Seguro não deve ser contratado para alguém bater meta. É coisa séria e pode comprometer a vida da sua família se contratado de forma errada.

Passei três anos da minha carreira trabalhando em um grande banco. E nesse tempo aprendi muita coisa sobre seus métodos para vender produtos financeiros.

Apesar da rotina corrida, fluxo frenético de pessoas nas agências, das atividades individuais de cada funcionário, todos possuem metas de vendas.

Inclusive os seguros. E é assim que muitos deles são oferecidos e vendidos para clientes totalmente fora do perfil e sem que as devidas explicações sejam dadas.

Um bom planejamento financeiro envolve análise e seleção de seguros cuidadosas, de acordo com as necessidades de cada cliente.

Alguns passos são necessários nessa seleção:

– Identificar os riscos aos quais o cliente está exposto;
– Avaliar a necessidade de transferência desses riscos;
– Analisar as coberturas disponíveis;
– Selecionar as apólices.

Está gostando desse artigo?Insira seu e-mail e comece já a receber nossos conteúdos gratuitos

Por isso, questione, analise suas reais necessidades, identifique qual seguro vai atendê-lo, pesquise e compare com seguradoras independentes, solicite uma proposta e leve-a para casa. Faça uma avaliação com calma!

Numa situação bastante controversa que em me lembro, um gerente vendeu um produto de Seguro de Vida para um dos seus clientes mais antigos, porém, não passou uma das informações de maior relevância para a seguradora: o cliente possuía uma doença diagnosticada antes da contratação do seguro e, após o falecimento do cliente, a seguradora recusou-se a indenizar os beneficiários, por omissão de informações na contratação da apólice.

Não estamos alertando contra a má-fé de um profissional, e sim para a devida atenção que você deve dar no momento de contratar um seguro. Seguro não é o tipo de produto que você deve contratar para agradar um gerente que está com sede de bater metas.

Seguro é coisa séria e pode comprometer a vida da sua família quando contratado de forma errada.

Um abraço,

José Castro

Conteúdo recomendado