Como os atletas perdem milhões

Confira os erros de esportistas famosos nas finanças pessoais

Compartilhe:
Como os atletas perdem milhões

Recentemente, um amigo me enviou um artigo de revista que continha alguns exemplos divertidos dos gastos fora de controle de atletas profissionais. Confira:

–  O ex-jogador de futebol americano Vince Young ganhou R$ 26 milhões jogando pelo time Tennessee Titans. Ele foi brilhante ao gastar o dinheiro com dezenas de compras loucas. Uma ação exemplifica seu modo de agir: gastou US$ 22 mil em um voo entre as cidades de Houston e Nashville. O motivo? Ele queria um “tempo sozinho”, então comprou todos os assentos do avião.

– Curt Schilling, arremessador da equipe de beisebol Boston Red Sox, provavelmente pensou que estava investindo quando colocou US$ 50 milhões de suas economias na produtora de vídeo games 38 Studios. A empresa prometia jogos que competiriam com as grandes do setor, como EA Sports e Activision. Seu retorno sobre o investimento? Zero.

– Terrell Owens ganhou US$ 80 milhões jogando futebol americano, mas hoje está falido. Gastou a maioria da sua renda nas coisas de sempre: mansões, carros de luxo e champanhe. Mas uma parte foi para “investimento”: US$ 2 milhões jogando bingo, o que violou as regras da liga americana de futebol e deu um retorno equivalente a zero.

– A história mais triste é a do ex-boxeador Mike Tyson. Durante os 20 anos de sua carreira, seus ganhos superaram os US$ 400 milhões. Em 2004, tinha um débito de US$ 38 milhões. Seus gastos são legendários. Ele empregava quase 200 funcionários e torrou US$ 3,8 milhões em joias e roupas, US$ 140 mil em dois tigres de bengala (mais US$ 125 mil por ano para manter o treinador dos animais) e US$ 2 milhões em uma banheira para sua primeira esposa, entre outras coisas.

Ganhar muito dinheiro é o melhor jeito de construir riqueza, desde que você não gaste tão rapidamente quanto ganha. O segredo para ficar rico rapidamente e de maneira eficiente é aumentar sua renda com bons investimentos e reservar a parte devida dos ganhos para pagar o imposto de renda.

Nota do editor: A consultoria alemã Schips Finanz divulgou, em 2011, um relatório sobre a vida financeira dos jogadores de futebol que atuavam nos campeonatos europeus. De acordo com os dados, 30% dos jogadores em atividade estavam perto da ruína financeira e 50% estavam falidos quando a carreira terminava, ou seja, cuidado ao ostentar seu dinheiro! Como diz o ditado popular: dinheiro não aceita desaforo.