Dirija sua vida como um piloto de Fórmula 1

Mark Ford ensina como utilizar ensinamentos do universo esportivo na vida pessoal e nos negócios

Compartilhe:
Enviar link para o meu e-mail
Dirija sua vida como um piloto de Fórmula 1

Olá pessoal.

Eu sou a Mahana Cassiavillani e sou tradutora e revisora do Criando Riqueza. Como o Mark, sou uma apaixonada por literatura, mas, diferente dele, não tenho 80 milhões de dólares rsrsrs. Será que um dia eu chego lá?

Hoje estou saindo dos bastidores para trazer um texto do nosso guru aqui para o blog. Vocês gostam de Fórmula 1? No texto a seguir, Mark mostra como utilizar o que aprendemos no universo esportivo tanto na nossa vida pessoal quanto nos negócios.

Espero que vocês gostem. Confira o texto do Mark:

Meu amigo Paul e eu nos inscrevemos em um programa de direção da BMW. Para minha surpresa, foi tão divertido quanto instrutivo. Uma série de pistas, circuitos e obstáculos (cones de borracha) foi montada em um grande estacionamento perto de uma pista de corrida aqui no Sul da Flórida.

Pilotos profissionais nos ensinaram as habilidades de que precisávamos para todos os desafios de condução imagináveis: frear de repente, mudar de pista em alta velocidade e fazer manobras slalom sem derrapar.

A lição mais valiosa: Há algo em relação à forma como nosso cérebro funciona que nos obriga a guinar o carro na direção de nossos olhos.

Digamos que você esteja dirigindo a 90 km/h e de repente precise virar a 90 graus (talvez para desviar de um caminhão que invadiu a sua pista). Você vai bater a não ser que se force a não olhar para o obstáculo à sua frente e a olhar para onde deseja ir.

Isso é muito difícil porque o obstáculo tende a manter a nossa atenção. Um fenômeno similar existe no campo das ambições – quando você está “dirigindo” rumo ao seu objetivo.

Como no curso de direção, a vida é cheia de curvas e reviravoltas. Ele coloca bloqueios na estrada de nosso caminho sem aviso. Tendemos a nos concentrarmos nos obstáculos… imaginarmos como eles chegaram ali… quão perigosos eles são… e por que nós não os merecemos. Mas pensar assim é contraproducente.

Se nos concentrarmos por muito tempo nos obstáculos, vamos “bater” neles. Em vez disso, precisamos redirecionar nossa mente ao caminho que nos levará com segurança a nossos objetivos.

Um projeto muito querido não dá certo. Um sócio o trai. Você recebe uma multa de um departamento do governo. Um funcionário essencial pede demissão. É claro que você não pode ignorar esses obstáculos. Mas, quanto mais cedo voltar sua atenção total aos seus objetivos, mais chances terá de prosperar e de ser bem-sucedido.

Ao sucesso!

Conteúdo recomendado