O Governo que faltou na aula de física

Quanto mais rápido o plano emergencial for implementado, mais súbita será nossa chegada ao calote

O Governo que faltou na aula de física

“Brasília – A presidenta Dilma Rousseff recebe o presidente da Volkswagen do Brasil e presidente da Câmara de Comércio e Indústria Brasil-Alemanha, Thomas Schmall, no Palácio do Planalto. E/D: Thomas Schmall, presidenta Dilma Rousseff, e os ministros da Casa Civil, Gleisi Hoffmann, e do Desenvolvimento, Indústria e Comércio Exterior, Fernando Pimentel”

Começo com um trecho do livro “A Breve História do Tempo”, de Stephen Hawking:

“… a 10% da velocidade da luz a massa de um objeto é apenas 0,5% maior do que a normal, ao passo que a 90% da velocidade da luz ele seria o dobro da massa normal. À medida que um objeto se aproxima da velocidade da luz, sua massa cresce cada vez mais depressa, de modo que é preciso cada vez mais energia para acelerá-lo ainda mais.”.

Sendo assim, à medida que alguma coisa chega infinitesimalmente perto da velocidade da luz, sua massa se torna infinitamente grande. Então basicamente tudo que existe está condenado a se mover abaixo da velocidade da luz.

 

Acho que o PT não sabe disso. Faltou na aula de física, não lembra, ignora, sei lá…

Eles querem que o país reverta o tombo de 4% do PIB para um crescimento positivo em menos de um ano, se possível a 300 mil km/s, assim dá tempo para eleger Lula em 2018.

Para isso, o governo quer promover um corte brutal na Selic (ué, não era o BC que decidia isso?), reajustar bolsa família, utilizar reservas para programas de infraestrutura, entre outros planos mirabolantes dignos da NASA.

 

Eles apostam que quanto antes isso for implementado, mais rápido o crescimento volta e todos saem felizes para sempre.

Eu aposto que quanto mais rápido tudo isso acontecer, mais inflação, aceleramos o passo para o calote e mais difícil será fazer o PIB crescer, ou seja, faremos tudo isso por nada.

Quanto maior a velocidade (da implementação das medidas), mais pesado o objeto (PIB) e maior deve ser a energia (inflação) para continuar acelerando.

Conteúdo relacionado