Mercado de capitais e serviços serão o foco do Banco do Brasil 2018

Compartilhe:

O foco será em mercado de capitais e serviços para o Banco do Brasil 2018. Foi isso o que disse o presidente do banco, Paulo Caffarelli, durante o Encontro Anual de Acionistas e Investidores do Banco do Brasil nesta quarta-feira (06/12). O banco espera crescer 10% a receita com serviços (assim como em 2017) e acredita em uma migração do crédito (hoje em 40%) para o mercado de capitais, com empresas buscando novas formas de captação.

Quanto à rentabilidade, Caffarelli indicou que em 2018 o banco vai buscar entregar um ROE de dois dígitos baixo, entre 10% a 12% e em 2019 espera alcançar patamar mais próximo ao Bradesco, com uma estrutura mais enxuta de pessoal e administrativa, bem como com melhora na qualidade do crédito.

BB segue trabalhando firme em busca de uma Basiléia mais confortável em 2019. O presidente acredita que somente com a geração orgânica de resultados (ganho de eficiência e melhora da rentabilidade), o banco já poderá atingir 9,5% de capital tier 1 em 2019, não tendo que recorrer à venda de ativos e ao aporte do Tesouro.

Conteúdo recomendado