Crescimento nas vendas da Biotoscana compensa o aumento das despesas

Os resultados da Biotoscana marcaram uma boa evolução em termos de vendas, com a receita líquida atingindo R$ 244 milhões, o que significou um avanço […]

Compartilhe:

Os resultados da Biotoscana marcaram uma boa evolução em termos de vendas, com a receita líquida atingindo R$ 244 milhões, o que significou um avanço de 17,8% em moeda constante – com destaque para Argentina e Brasil. No entanto, excluindo a aquisição da Dosa e produtos Actelion, as vendas brutas teriam sido praticamente estáveis.

Apesar disso, o crescimento no front das despesas – principalmente médicas, regulatórias, pesquisa e desenvolvimento e de folha de pagamento – consumiu as margens da empresa, e resultou em um modesto crescimento de 3,3% no Ebitda, e margem de 30% (ajustado ex aquisição da Dosa).

A companhia possui cinco produtos recentemente lançados, entre 2015 e 2017, que devem atingir o pico de vendas nos próximos anos e, no pipeline contratado, há 17 moléculas distribuídas em diferentes países latinos.

As ações têm sido dizimadas nos últimos meses, especialmente após a não esperada perda do contrato de distribuição da Actelion – equivalente a aproximadamente 15% do lucro bruto de 2017, porém, por se tratar de uma história de crescimento, os resultados podem dar algum ânimo as ações.

Conteúdo recomendado