Bradesco segura as despesas e mostra bons números no 3º trimestre

Compartilhe:

O segundo maior banco privado do país, o Bradesco, surpreendeu e bateu as expectativas do mercado. Impulsionado por uma redução significativa da despesa com PDD (Provisão para Devedores Duvidosos) e melhora da inadimplência, o resultado deve surtir efeito positivo nas ações.

Apesar da margem financeira ter mostrado queda, assim como vimos com Itaú, a carteira de crédito não sofreu contração como o concorrente. Somado a uma despesa com PDD que caiu 23% neste terceiro trimestre, a margem líquida superou a do segundo trimestre deste ano, o que faltou em Itaú.

Receita de serviços veio forte, com destaque para o business de seguros que ganhou mais relevância nos resultados neste trimestre. Assim, o lucro líquido ajustado atingiu R$ 4,8 bilhões com Retorno sobre o Patrimônio Líquido de 17,7%. O banco registrou ainda despesa de R$ 1,2 bilhão com o programa de demissão voluntária, o que deve gerar economias de despesas com pessoal para frente.

Conteúdo recomendado