Caixa Econômica brinca de está quente e está frio

Compartilhe:

Novas notícias do setor imobiliário, mais especificamente da Caixa Econômica Federal, voltaram a ventilar no mercado. Dessa vez, parece que foi para o bem. Porém, fica uma sensação de que os interlocutores da instituição financeira não andam se conversando. Segundo o vice-presidente, Nelson Antonio de Souza, a Caixa irá concentrar, devido a escassez de recursos, no financiamento imobiliário de famílias com renda de até R$ 4 mil, portanto, dentro do programa MCMV (Minha Casa Minha Vida).

Ao que tudo indica famílias com menor renda (faixa 1,5 e 2) tem maior subsídio dentro do programa MCMV, e, portanto, menos capital é exigido para equalizar a Basiléia do banco. O próprio Banco Central explica que, na faixa um, por exemplo, não há requerimento de capital, uma vez que a Caixa Econômica atua como agente operacional. A notícia é positiva para MRV, Tenda e Direcional. Porém, ainda longe de criar um ânimo maior dado a paralização na concessão de crédito para o MCMV no mês de outubro.

Conteúdo recomendado