Camil paga pelas promessas e apresenta resultados fracos

Camil divulgou resultados fracos relativos ao terceiro trimestre de 2017 do calendário de safra, que abrange de setembro a novembro. A receita líquida recuou 9% […]

Compartilhe:

Camil divulgou resultados fracos relativos ao terceiro trimestre de 2017 do calendário de safra, que abrange de setembro a novembro. A receita líquida recuou 9% na comparação com o mesmo período de 2016, com queda no volume de vendas e nos preços. Interessante que na época do IPO a companhia exaltava como seu negócio gozava de estabilidade nos volumes.

Mas, mesmo com queda na receita, a redução nos custos acabou mantendo as margens praticamente inalteradas. Apesar do management dizer que foi muito positivo manter margens estáveis em um trimestre ruim, as margens do negócio são muito baixas.

Outro ponto negativo foi crescimento de 47% no capex, com melhorias para a armazenagem e eficiência da categoria de grão e pescados. Pelo menos por enquanto, as melhorias não chegaram aos resultados. No final das contas o lucro da empresa cresceu 7%, ajudado principalmente por melhor resultado financeiro e menores impostos.

Conteúdo recomendado