Copom sobe no muro sobre nova queda da taxa Selic

Compartilhe:

A ata do Copom, divulgada hoje pelo Banco Central, acabou suavizando um pouco a mensagem de final do ciclo para o corte da taxa Selic dada no comunicado anteriormente. Atualmente os juros estão em 6,75%.

“Alguns membros manifestaram preferência por elevado grau de liberdade, favorecendo comunicação mais simétrica sobre o próximo passo, enquanto outros propuseram sinalizar mais fortemente a possível interrupção do ciclo de flexibilização monetária e manter liberdade de ação, mas em menor grau”, destaca trecho do documento.

Da forma como está colocado, fica a impressão de um Copom dividido, onde a régua para baixar mais uma vez a Selic é bem baixa. A variável-chave da decisão seria a inflação subjacente, que anda rodando em níveis baixos. No último IPCA divulgado, ela seguiu caindo em relação ao dado anterior.

Com essa ata, o mercado se sentirá mais confiante em apostar em mais uma queda. Resta observar a divulgação da inflação de fevereiro, que será conhecido antes da próxima reunião do Copom, marcada para os dias 20 e 21 de março.

Conteúdo recomendado