Criptomoeda do BNDES sai até maio para diminuir fraudes

A criptomoeda do BNDES, que ainda não tem um nome, começará a ser usada a partir de maio para pagamento de fornecedores em projetos apoiados […]

Compartilhe:

A criptomoeda do BNDES, que ainda não tem um nome, começará a ser usada a partir de maio para pagamento de fornecedores em projetos apoiados pelo banco e permitirá que o dinheiro desembolsado seja rastreado por meio de um sistema eletrônico desenvolvido pelo próprio BNDES em parceria com o banco alemão KfW.

O objetivo de usar a moeda digital é dar mais transferência às operações e evitar fraudes, uma vez que o sistema é baseado na tecnologia de blockchain, a mesma usada pelo bitcoin. O primeiro projeto que usará o criptoativo será o Fundo Amazônia, gerido pelo banco de desenvolvimento.

Veja também: Bitcoin é uma bolha?

Conteúdo recomendado