Fundo Garantidor de Créditos quer limitar em R$ 1 milhão garantia por investidor

A cobertura do Fundo Garantidor de Créditos concedida atualmente para pessoas que investem em títulos bancários, em uma eventual quebra do banco, pode mudar. A […]

Compartilhe:

A cobertura do Fundo Garantidor de Créditos concedida atualmente para pessoas que investem em títulos bancários, em uma eventual quebra do banco, pode mudar. A expectativa é que seja colocada uma limitação de R$ 1 milhão no volume global por CPF, ou seja, não adiantaria o investidor dividir o investimento entre vários bancos para ser contemplado com o “seguro”.

“Isso é sinal de que o FGC acha que o ônus para ele em relação ao sistema está muito grande”, avalia a especialista em renda fixa da Empiricus, Marília Fontes. Apesar da nova limitação, a cobertura de R$ 250 mil por emissor deve ser mantida como é hoje. Para começar a valer, além da aprovação do Banco central, a medida precisa ser aprovada em assembleia do FGC, agendada para a próxima segunda-feira (18/12).

Mais informações no Valor Econômico.

Conteúdo recomendado