Empresa Gerdau começa 2018 a todo o vapor

O pessoal da Gerdau levou a sério aquela história de “no novo, vida nova”. Já no primeiro dia útil de 2018, a companhia anunciou seu […]

Compartilhe:

O pessoal da Gerdau levou a sério aquela história de “no novo, vida nova”. Já no primeiro dia útil de 2018, a companhia anunciou seu novo presidente, Gustavo Werneck, que foi escolhido por unanimidade entre os membros da família e será o primeiro no cargo sem o sobrenome Gerdau no currículo. O ex-presidente, André Gerdau, vai passar a fazer parte do conselho.

A empresa também anunciou a venda de quatro usinas produtoras de vergalhões e 33 unidades de beneficiamento nos Estados Unidos por US$ 600 milhões para a CMC, sua concorrente local. Juntas, as usinas têm capacidade de produção de 2,5 milhões de toneladas por ano e, segundo a companhia, representavam aproximadamente 25% da receita da operação norte americana, apesar de operarem com margens significativamente inferiores às demais unidades americanas.

A decisão de vender essas unidades faz parte do processo de focar em operações com melhores margens e de reduzir a alavancagem da companhia. Enxergamos a venda com bons olhos, já que a operação norte-americana, que possui a menor margem dentre as geografias que a empresa está presente, vai passar a ter uma rentabilidade maior, trazendo um retorno maior aos acionistas.

Conteúdo recomendado