Guararapes retorna com lucros nas máximas

Compartilhe:

Guararapes reportou resultados muito bons para o terceiro trimestre de 2017, mas ainda abaixo do esperado pelo mercado. Após um segundo trimestre forte, o mercado esperava manutenção do crescimento de EBITDA de 60%. Após o crescimento de vendas “mesmas lojas” de 13% de Lojas Renner, a expansão das vendas da Guararapes de 11% fica um pouco menos excepcionais.

Mesmo assim, é uma aceleração do que vimos no trimestre passado – aumento de 9% –e muito melhor do que vimos no terceiro trimestre de 2016 – queda de 2,2%. Receita líquida subindo 11%, EBITDA de 30% e lucro de 183%. Com isso, os lucros voltam para as máximas de 2014 e 2015.

E logo vemos o problema. A companhia repassou uma parcela de suas despesas operacionais da operação de varejo (Riachuelo) para a Financeira, reduzindo o EBITDA da financeira em 32%. O crescimento das despesas operacionais veio da expansão das operações de celulares e perfumaria.

Conteúdo recomendado