Hypermarcas mostra mais geração de caixa para o acionista

Compartilhe:

Hypermarcas apresentou números em linha com o que o mercado esperava para o terceiro trimestre de 2017, considerando apenas as operações continuadas. Na comparação com o mesmo período do ano passado, a receita subiu 18%. Mas, o aumento nas despesas, principalmente com pesquisa de novos produtos, impactou as margens e fez com que o EBITDA crescesse em menor ritmo, apenas 14%.

No entanto, o crescimento de investimento é sempre positivo para o negócio no longo prazo. Variação cambial e menores gastos com pré-pagamento de dívida ajudaram os lucros, que subiram 19%. Mais um trimestre de crescimento sólido mostra que a migração da companhia para o negócio de farmácia foi acertado.

Conteúdo recomendado