Três desafios para conquistar o investidor individual no mercado de capitais

Compartilhe:

Para conquistar o investidor individual no mercado de capitais é preciso superar, ao menos três desafios. Essa é a visão do presidente da Ancord (A Nova Associação do Mercado de Capitais), Caio Weil Villares, que debateu o assunto hoje durante o fórum de inauguração do Codemec.

Entre os desafios estão as poucas opções de instrumentos/veículos de poupança de longo prazo; os custos operacionais elevados para captação de clientes e para o início das negociações; e a necessidade de reestruturação de políticas comerciais pelos intermediários para atração e manutenção de investidores.

De acordo com o presidente Ancord, atualmente, os produtos que mais atraem o investidor individual são os de renda fixa incentivados e de longo prazo; a renda variável com investimento inicial e custos baixos; mercado de acesso que admita investimentos de baixo valor; e carteiras de investimentos com característica previdenciária.

“Precisamos atrair investidores individuais para garantir o próprio mercado de capitais”, alerta Villares ao revelar que em 2009, os investidores pessoa física eram um terço dos investidores da Bolsa de Valores e hoje é apenas metade disso.

Conteúdo recomendado