Itaú começa a usar tecnologia por detrás do bitcoin

O Itaú passou a usar em operações financeiras a tecnologia por detrás do bitcoin e outras criptomoedas, o blockchain. O processo chamado de Blockchain Collateral, […]

Compartilhe:

O Itaú passou a usar em operações financeiras a tecnologia por detrás do bitcoin e outras criptomoedas, o blockchain. O processo chamado de Blockchain Collateral, funciona desde janeiro e não é voltado às pessoas físicas, mas registra informações de contratos com derivativos de balcão.

O blockchain é uma espécie de livro contábil gigante onde são registrados vários tipos de informações de forma segura, criptografada e verificável. Além disso, os dados podem ser armazenados de forma descentralizado, ou seja, por vários computadores. O que dificulta e muitas vezes evita a invasão por hackers.

Veja também: Bitcoin é uma bolha?

Conteúdo recomendado