O efeito juro baixo faz a roda girar e o país crescer

Compartilhe:

Segundo estudo da IFI (Instituição Fiscal Independente), o juro baixo economizou para os cofres públicos R$ 80 bilhões nos últimos 12 meses, o que equivale a aproximadamente 1,27% do PIB. Além disso, por ano, a manutenção da Selic em patamar baixo, aumentaria a economia em mais R$ 40 bilhões.

Com essas premissas, além de crescimento de 3% no ano, o superávit primário necessário para estabilizar a dívida em proporção do PIB cairia de 3% (antes do impeachment) para apenas 0,7%. Isso mostra que juros baixos e crescimento são essenciais para a estabilidade da dívida. E uma menor necessidade de superávit leva a mais espaço no orçamento para investimentos, que gera maior crescimento, e assim gira a roda.

Conteúdo recomendado