Malta, o novo paraíso da criptoeconomia

Uma das maiores exchanges do mundo, a Binance, decidiu mudar de jurisdição e agora é “Malta desde de criancinha”. O governo local parece ter uma […]

Compartilhe:

Uma das maiores exchanges do mundo, a Binance, decidiu mudar de jurisdição e agora é “Malta desde de criancinha”. O governo local parece ter uma bandeira muito clara de atrair mais pessoas do ecossistema para a ilha e tem focado seus esforços em criar legislações que deem segurança para os atores desse meio. Malta, Estônia e Porto Rico são territórios que já competem entre si para atrair empresas de cripto para dentro de casa. Como não possuem economias muito expressivas, serem atrativas para um mercado bilionário — que ainda pode ser trilionário — parece ser o mais próximo de um milagre possível.

Conteúdo recomendado