Marfrig melhora, mas aumento da dívida preocupa

Compartilhe:

Em reunião anual com analistas nesta quarta-feira (15/11), a Marfrig destacou suas estratégias para seus dois grandes negócios: Keystone e Beef. Adicionalmente, a Marfrig reportou resultados positivos em termos operacionais, relativos ao terceiro trimestre, em linha com a expectativa do consenso do mercado. Foi um trimestre suportado por melhores fundamentos de mercado e recuperação de exportação.

A receita líquida subiu 11% ano contra ano para R$ 4,8 bilhões, enquanto o EBITDA expandiu 41% no mesmo período, fechando o trimestre com R$ 490 milhões. O prejuízo líquido (considerando as operações continuadas para fins de comparação) foi de R$ 58 milhões versus o prejuízo de R$ 155,8 milhões no terceiro trimestre de 2016. Isso amenizou a linha de resultado financeiro, que ainda veio negativa, mas menos pior que no ano anterior.

Do lado financeiro, a dívida líquida da companhia aumentou 9% em relação ao final de junho, para US$ 2,2 bilhões. Assim, apesar dos resultados deste trimestre serem relativamente positivos, o endividamento preocupa, pois vem aumentando a cada trimestre.

Conteúdo recomendado