Menos de 1% dos endereços de EOS possuem 86% dos tokens

Descentralizado? Bem, sob o ponto de vista de concentração de tokens, não muito. Mas vamos olhar os dados com calma. Após o ICO que durou […]

Compartilhe:

Descentralizado? Bem, sob o ponto de vista de concentração de tokens, não muito. Mas vamos olhar os dados com calma. Após o ICO que durou um ano, a Block.one, organização que criou o EOS, arrecadou cerca de 4 bilhões de dólares. O intuito da longa duração do ICO era justamente fazer com que houvesse uma distribuição justa entre os participantes, com o preço do EOS sendo definido a mercado, diariamente. O resultado atual é de que os dez endereços mais ricos da rede possuem quase 50 por cento de todos os tokens e menos de 1 por cento dos endereços possuem 86 por cento dos EOS.

Entretanto, esse dado não pode ser usado sem uma análise maior. É verdade que, devido à necessidade de registrar os tokens EOS para o lançamento da MainNet, muitos usuários enviaram suas posses para corretoras que dariam suporte a essa conversão, como a Binance, por exemplo. Sendo assim, boa parte dos endereços mais ricos é de corretoras. Por isso, teremos a real dimensão da distribuição dos tokens apenas nas próximas semanas, quando os usuários começarem a sacar seus EOS para suas carteiras, gerando assim endereços próprios.

Conteúdo recomendado