Moderfrota: mudanças podem melhorar a demanda do agronegócio

Compartilhe:

Quatro meses após o lançamento plano do Safra para 2017/18, o governo prepara novas mudanças para estimular a demanda nos programas Moderfrota (crédito para máquinas agrícolas) e Moderinfra (crédito para irrigação).

Para isso, a equipe econômica do governo se propõe a aumentar o prazo de carência de 12 para 14 meses no programa Moderfrota, conciliando melhor o fluxo de pagamentos dos produtores com a colheita dos produtos.

Caso se confirme, o movimento deve refletir em toda a cadeia de produção do setor, impulsionando companhias que produzem peças para máquinas e implementos agrícolas, como Metisa e Schulz, por exemplo.

Considerando os quatro primeiros meses do plano 2017/18 (julho a outubro), o volume de crédito disponibilizado está no mesmo patamar de 2016. As mudanças propostas pelo governo devem ajudar a destravar a demanda represada vista nos últimos meses.

Conteúdo recomendado