Petrobras registra prejuízo de R$ 446 milhões em 2017

Compartilhe:

A Petrobras obteve um resultado negativo de R$ 446 milhões em 2017, mas manteve a tendência de recuperação de seus resultados operacionais e registrou o menor prejuízo dos últimos quatro anos. O lucro da estatal seria de R$ R$ 7,089 bilhões, mas despesas extraordinárias, especialmente o acordo de R$ 11,198 bilhões para encerramento da ação coletiva de investidores nos Estados Unidos e a adesão a programas de regularização de débitos federais tiveram impacto significativo no resultado. Os dados foram divulgados hoje.

Em 2017, a empresa reduziu a dívida líquida para US$ 84,871 bilhões, menor valor desde 2012. Além disso, a despesa anual de juros da companhia caiu de R$ 25,6 bilhões em 2016 para R$ 22,3 bilhões. Porém, a relação entre a dívida líquida e Ebitda saiu de 3,16 em setembro de 2017 para 3,67 em dezembro do ano passado. Apesar disso, a Petrobras segue com a meta de reduzir a relação entre a dívida líquida e o Ebitda para 2,5 vezes até o fim de 2018.

Em contrapartida, a companhia bateu pelo quarto ano seguido o recorde de produção no Brasil e alcançou, pelo terceiro ano consecutivo, sua meta de produção. O volume de produção total de petróleo e gás natural foi de 2 milhões 767 mil de barris de óleo equivalente por dia. A estatal aumentou ainda em 32% o volume de exportações de petróleo e derivados e reduziu em 18% as importações.

 

Conteúdo recomendado