Prévia do PIB surpreende positivamente em janeiro

O IBC-Br, que é um antecedente do PIB com periodicidade mensal, mostrou queda de 0,56% na comparação entre janeiro deste ano e dezembro de 2017. […]

Compartilhe:

O IBC-Br, que é um antecedente do PIB com periodicidade mensal, mostrou queda de 0,56% na comparação entre janeiro deste ano e dezembro de 2017. O mercado esperava um recuo de 0,8%. Na comparação com janeiro do ano passado, o indicador obteve alta de 2,97%, enquanto o mercado esperava um aumento de 2,4%. Os dados foram publicados hoje pelo Banco Central.

O ritmo de melhora continua sendo puxado pelo varejo (leia-se consumo), setor que teve um desempenho bem melhor do que indústria e serviços no mês. Outro fator que deve ter contribuído para a surpresa é a simples revisão para baixo do índice no mês anterior, reduzindo a base de comparação. Levando em conta essa revisão, os resultados de janeiro teriam vindo mais em linha.

Em contrapartida com os resultados mais positivos dessa prévia, o boletim Focus mostrou uma leve revisão para baixo das expectativas para o PIB deste ano de 2,87% para 2,83%. O número não inclui essa surpresa do IBC-Br, então talvez vejamos revisões positivas na semana que vem.

O recado geral é que a economia segue em sua trajetória de recuperação e, caso a atividade econômica continue surpreendendo, o Banco Central poderá se complicar mais à frente ao seguir cortando a Selic múltiplas vezes.

Conteúdo recomendado