Reforma da previdência: Temer joga a toalha?

Compartilhe:

Após ter escapado pela segunda vez das denúncias, Michel Temer tem encontrado resistências para aprovar a reforma da previdência. Até então, isso não é novidade. O ponto distinto é que o presidente admitiu que talvez a reforma não saia do papel em seu governo, nem em sua forma reduzida – contendo somente idade mínima e uma regra de transição – devido a redução da base com as denúncias.

Além disso, a janela para aprovação vem se fechando conforme o tempo passa uma vez que os congressistas não vão querer tocar no assunto em pleno ano de eleição – voltando a discutir somente em 2019. Aos poucos, estamos jogando para a torcida (eleições) uma reforma importantíssima para o equilíbrio fiscal e manutenção do juro brasileiro em patamares baixos por parte do Banco Central. Será que teremos maturidade como sociedade para votar a favor disso?

Conteúdo recomendado