Setor Imobiliário tem mais oxigênio com juros baixo e retomada da poupança

No mês de setembro, a poupança fechou com captação líquida positiva de R$ 3,7 bilhões ante R$ 2,2 bilhões em agosto. Esse foi o quinto mês consecutivo de captação líquida positiva, assim, sacramentando uma tendência favorável após os saques dos últimos 2 anos e meio que superaram a marca dos R$ 100 bilhões.

Segundo os nossos estudos, a volta da poupança tem forte correlação com a queda da taxa Selic (principal variável), atualmente em 8,25 % ao ano. E como esperamos cortes adicionais da taxa de juros, a tendência segue positiva para a poupança. A retomada da poupança e a queda da taxa de juros oxigenam o setor imobiliário.

Conteúdo relacionado