Selic caiu para 7% e atinge a menor mínima histórica

Compartilhe:

A taxa Selic caiu para 7%, conforme decisão do Copom na noite desta quarta-feira (06/12). Até então, o menor nível da Selic foi 7,25% ocorreu durante a gestão de Tombini, o qual ficou conhecido no mercado como “forçada de mão”.

Desta vez, o cenário inflacionário é bem diferente, e a queda foi totalmente justificada: “As projeções do Copom situam-se em torno de 2,9% para 2017, 4,2% para 2018 e 4,2% para 2019”, segundo o comunicado do Copom. Note que todas as projeções estão abaixo da meta oficial de inflação, que é 4,5% para 2017 e 2018, e 4,25% para 2019.

O comitê ainda acredita em mais espaços para cortes, sendo o cenário mais provável um corte de 25 pontos-base. Mas, o Copom dá dois avisos, um positivo e um negativo. Do lado positivo, ele nota que caso a reforma da Previdência passe, os juros podem ser revistos para baixo por conta da queda dos juros estruturais. Mas, caso a reforma não passe, a incerteza dos mercados pode obrigá-lo a parar nos 7% de Selic.

Conteúdo recomendado