Teresina é pioneira com blockchain

Compartilhe:

A capital do Piauí será a primeira cidade do mundo a utilizar blockchain para gerir a infraestrutura de transporte urbano. O programa chamará “Observatório da Mobilidade: blockchain para a co-gestão do transporte público”.

O sistema armazenará todas as informações referentes ao serviço de transporte público da cidade, tal como o cumprimento de ordens de serviço, os relatórios de viagens, problemas ocorridos, entre outras informações.

A imutabilidade dos dados e a capacidade de registro do blockchain são as principais qualidades observadas pela prefeitura de Teresina, em conjunto com Secretaria Municipal de Planejamento e Coordenação (Semplan) e a Agenda 2030, para implantação do projeto.

A parceria conta também com a ajuda da Organização dos Estados Americanos (OEA), por meio de sua escola de governo aberto e com a Fundação Hyperledger.

Conteúdo recomendado