Teto do FGC de R$ 1 milhão para investidor é aprovado

O teto do FGC (Fundo Garantidor de Crédito) de R$ 1 milhão por investidor foi aprovado, nesta segunda-feira (18/12), em assembleia extraordinária. Além de limitar […]

Compartilhe:

O teto do FGC (Fundo Garantidor de Crédito) de R$ 1 milhão por investidor foi aprovado, nesta segunda-feira (18/12), em assembleia extraordinária. Além de limitar a cobertura, uma espécie de seguro para os casos de quebra de algum banco, também foi fixado pela entidade um prazo de quatro anos para essa garantia. A cobertura continua sendo de R$ 250 mil por CPF e por instituição bancária.

Na prática o que muda é que agora, o investidor não poderá diluir seus investimentos em várias instituições em situação ruim se garantindo no pagamento do FGC, caso o banco vá a falência. Assim, com a nova regra, se um investidor receber os R$ 250 mil por conta da quebra de um banco, terá seu limite, diminuído ara R$ 750 mil durante quatro anos.

Conteúdo recomendado