Trump Trade: o fim da farra do fluxo gringo

Depois de alguns meses de farra e absorção do fluxo gringo, bolsas e moedas emergentes parecem entrar numa fase pior. Eles têm sofrido em especial nos últimos dias com o retorno do chamado “Trump Trade” – o pacote de corte de impostos lançado ontem (27/09) pelo presidente norte-americano poderia acelerar a economia local, aumentar a vantagem competitiva de suas empresas e fazer retornar até 250 bilhões de dólares aos EUA.

A economia norte-americana se fortaleceria, o Fed teria de subir os juros, a atratividade dos títulos por lá subiria e os emergentes sofreriam com saída de recursos.

O Brasil, país do carnaval e do beta alto, obviamente é protagonista dessa história toda.

Leia a análise completa no Day One, Você quer passar desta para uma melhor?.

Conteúdo relacionado