Trump quer tarifa na importação de aço em 25% e alumínio em 10%

O presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, declarou nesta quinta-feira (01/03) que irá instituir tarifa de 25% sobre a importação de aço e de 10% […]

Compartilhe:

O presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, declarou nesta quinta-feira (01/03) que irá instituir tarifa de 25% sobre a importação de aço e de 10% sobre alumínio para proteger a indústria americana – a medida deve ser assinada na próxima semana. Em um primeiro momento, a notícia é positiva para a Gerdau, que possui operações nos EUA e tem cerca de 18% de seu Ebitda vindo de lá. Com maiores tarifas, é de se esperar que os preços e as margens aumentem.

Mas o que é bom para uns, complica a vida dos outros. Apesar de Usiminas e CSN não serem grandes exportadores de aço para os EUA, a concorrência global deve ficar mais feroz – é de se esperar que tenhamos pressão sobre os preços no mercado internacional com contágio, inclusive, para o mercado doméstico brasileiro.

Com efeito, os governos dos países exportadores de aço para os Estados Unidos se manifestaram e não descartaram ações com o objetivo de preservar também suas indústrias, ou seja, se o tarifaço de Trump de fato for implementado, devemos ter uma guerra comercial global – no ano passado, o Brasil foi o segundo maior fornecedor de aço aos americanos. Ainda é difícil saber o que de fato vai acontecer, mas, é necessário ficar de olho para avaliar os desdobramentos futuros.

Conteúdo recomendado