Ultrapar apresenta resultados abaixo do esperado pelo mercado

A Ultrapar divulgou noite desta quarta-feira (21/02), resultados levemente abaixo do esperado pelo mercado para o quarto trimestre do ano passado. No Ipiranga, a recuperação […]

Compartilhe:

A Ultrapar divulgou noite desta quarta-feira (21/02), resultados levemente abaixo do esperado pelo mercado para o quarto trimestre do ano passado. No Ipiranga, a recuperação da economia e a expansão do número de postos impulsionou a venda de combustíveis para veículos leves e permitiu um aumento na receita de 11% em relação a 2016. Os custos e despesas aumentaram 12% e 3% respectivamente impactados pelo crescimento nos custos de transporte de combustíveis.

Da Ultragaz, veio a maior decepção do resultado, leve queda nos volumes e um grande aumento dos custos em função dos reajustes no preço do GLP – Gás Liquifeito de Petróleo, que por conta da nova política de preços da Petrobras, vem acompanhando a média dos preços internacionais.

Na Oxiteno, houve um forte crescimento na receita de 36% na comparação com o quarto trimestre de 2016. Por ter conseguido repassar o aumento de preço da matéria-prima e um grande aumento dos preços no segmento de commodities que passa por um bom momento, o Ebitda apresentou bons números e cresceu 69%.

Apesar de ter apresentado crescimento no top line de todas as partes do grupo Ultra, por negociar com múltiplos agressivos (22x P/E) esperávamos um maior crescimento do Ebitda ajustado no último trimestre do ano passado, que totalizou R$ 1,1 bilhão e ficou relativamente estável em relação ao mesmo período de 2016.

Conteúdo recomendado