Vendas de semirreboques e materiais de fricção da Randon crescem 60%

Randon apresentou seu relatório anual de 2017 e os números do quarto trimestre, que vieram acima do esperado. A receita líquida no trimestre foi de […]

Compartilhe:

Randon apresentou seu relatório anual de 2017 e os números do quarto trimestre, que vieram acima do esperado. A receita líquida no trimestre foi de R$ 853 milhões, crescendo 37,1% na comparação com o mesmo período do ano anterior. O destaque ficou para o crescimento nas vendas de semirreboques e materiais de fricção, que correspondem juntos, por aproximadamente 60% da receita.

O crescimento dos custos no último trimestre de 2017 foi de 28%, consideravelmente menor que a receita, o que possibilitou à empresa mostrar um bom resultado operacional. Durante a crise, além de fazer o dever de casa e enxugar suas estruturas, a empresa conseguiu ganhar market share em cima das menores que passaram um sufoco ainda maior – a Guerra teve sua falência decretada em maio de 2017, por exemplo.

A empresa está bem posicionada para a retomada da economia e para a boa safra esperada para este ano. A frota ociosa é cada vez menor e o ritmo de compras de caminhões deve se acelerar ao longo de 2018.

Conteúdo recomendado