Vigor desiste de recurso no Cade sobre compra da Itambé pela Lactalis

Apesar da Vigor questionar a venda da Itambé pela Lactalis – dona da Batavo e da Parmalat no Brasil – na Justiça, a empresa não […]

Compartilhe:

Apesar da Vigor questionar a venda da Itambé pela Lactalis – dona da Batavo e da Parmalat no Brasil – na Justiça, a empresa não entrou com recurso no Cade (Conselho Administrativo de Defesa Econômica). O prazo terminou a meia-noite desta quinta-feira (15/02). Agora, é esperado que o Cade confirme a aprovação – inicialmente dada no dia 30 de janeiro – nos próximos dias.

A Vigor contesta à venda na Justiça porque alega que o negócio feriu o acordo de acionistas entre ela e a cooperativa CCPR que faz a gestão da Itambé. O problema começou quando a J&F anunciou, em agosto de 2007, a venda da Vigor incluindo os 50% da participação na Itambé para a empresa mexicana Lala. Na ocasião, a CCPR comprou a parte da Vigor e ficou com 100% da Itambé. Porém, na sequência, a cooperativa anunciou a venda para o grupo francês.

Para deixar a situação ainda mais complicada, em seguida, uma ação cancelou a venda das ações da Vigor na Itambé para a CCPR e como consequência, o negócio com a Lactalis também foi cancelado. Porém, no fim a cooperativa conseguiu retomar o controle da Itambé, mas o processo segue na Justiça.

Conteúdo recomendado