Que diabo é isso?

“Que diabo é isso? Ao invés de investir você comprou tênis que custaram R$ 4.800, prima?". E se a Deborah tivesse investido em um Fundo DI barato?

Compartilhe:
Enviar link para o meu e-mail
Que diabo é isso?

“Que diabo é isso, prima? Comprou errado?” – e assim surgia a estrela do Natal. A Deborah chegava de Belo Horizonte desfilando dois tênis diferentes entre si: um tinha uma faixa verde atrás; o outro, uma vermelha. E as duas eram adornadas por uma fileira de douradas tachinhas pontiagudas, que se somavam a pérolas na lateral. “Achei… interessante” – tentei ajudar.

“Olha aí, isso é marca de luxo! Ficou rica, prima?” – emendou outro mais entendido de moda. “Ah, gente, vamos mudar de assunto. Quem pega uma cerveja pra mim?”, tentou escapar a Deborah, meio constrangida. Aí que a brincadeira ficou interessante mesmo: nenhuma reputação sai ilesa em dia de família mineira reunida.

E lá foi uma pesquisar no Google quanto custou a escultura para os pés, enquanto dois outros começavam a arquitetar o plano para trocar o par de tênis assimétricos, quando esquecido mais tarde em um canto, por um equivalente de 200 reais (que, sim, exerce o mesmo papel no mundo).

“Quatro mil e oitocentos! “ – gritou a responsável pela pesquisa, incrédula. “Gente, para tudo, os tênis dela custaram 4.800 reais”. As primas correram para ver o preço exibido no site com os próprios olhos, enquanto o mais palhaço posava ao lado do pé da Deborah: “Ei, alguém tira uma foto minha aqui! Prima, não me decepcione: diga por favor que você roubou isso”.

Não demorou para que eu ganhasse uma missão: “Quanto teriam rendido os 4.800 se tivessem sido investidos, Lu?”. E aqui estou eu para dizer em cadeia nacional o que a Deborah deixou de ganhar em 2017 até o nosso fatídico encontro no Natal. Por quê? Porque talvez você tenha deixado o mesmo dinheiro na mesa. E também porque, óbvio, bullying de primo não tem hora para acabar.

Quero acreditar que a Deborah não enterrou a reserva de emergência dela em um par de tênis, mas se ela tivesse investido esse dinheiro de forma conservadora em um fundo DI barato em janeiro veria hoje um saldo de 5.269 reais.

Deborah trabalha com marketing de moda e diz que não tem tempo para cuidar do próprio dinheiro. Por isso, investir por meio de fundos é uma ótima opção para ela. Em menos de cinco minutos, se tivesse assinado o Melhores Fundos, minha prima teria investido nos multimercados da Adam. E hoje veria na tela ainda mais – 5.523 reais.

Considerando que esse era um dinheiro que poderia colocar em risco – ao que parece, já que ela está pisando nele – minha prima poderia ter investido lá em janeiro no Alaska Black, um excelente fundo de ações para estômagos fortes. E quanto veria hoje de saldo? 8.090 reais!

Veja bem, Deborah, com um rendimento de 2.796 reais depois dos impostos daria para passar a virada comigo no litoral norte, para começar aquela previdência que faria de você uma vovó muito bem calçada e daria até mesmo, se você tivesse segurado um pouquinho mais, para comprar dois pares dessa belezinha aí.

Sim, 2017 foi um ano em que o risco compensou. Até o Natal, a Bolsa subiu 24,75%, o IRF-M, índice que reflete a variação de uma cesta de títulos prefixados, 14,68%, e o CDI perdeu enfim o reinado, com 9,7%.

Como estamos em clima de festas, o que tenho a dizer é: “Quero ver você não chorar, não olhar pra trás, nem se arrepender do que faz…”. Brincadeira, prima, não fique chateada. Aí vem 2018, uma ótima oportunidade para você fazer diferente.


“Luciana, como vai? Você está a par que um espelho do Nimitz está sendo aberto no Bradesco?” Eduardo M.

Sim, Eduardo, o Bradesco seguiu enfim o mesmo movimento feito pelo Itaú, com o Personnalité, e começa aos poucos a oferecer fundos de gestores independentes aos clientes do seu segmento de alta renda.

Os clientes do topo do Prime, com mais de 1 milhão de reais em investimentos no banco, já começaram a ser abordados com as ofertas de SPX Puncher, Adam Strategy, Gávea Macro e Kapitalo Kappa, até então oferecidos pelo banco somente aos multimilionários do private banking.

A oferta ainda está em teste, mas o plano é estender a todos os clientes do segmento em 2018. Apenas o fundo da SPX vai seguir para investidores qualificados, ou seja, com mais de 1 milhão de reais em investimentos.

É como se o Extra ou o Carrefour somente oferecessem chocolates de marca própria e, de um dia para o outro, completassem a prateleira com barras da Lindt.

Por que o banco passa a oferecer produtos de outros, em que somente ganha uma comissão, em vez de se concentrar nos fundos de gestão própria, em que fica com toda a receita? Porque você, cliente, está mais consciente, porque ameaçou ir embora para a corretora online se a oferta não melhorasse e porque estamos ganhando essa batalha! Ponto para nós.

Não tenho preconceito contra você deixar dinheiro no fundo distribuído pelo banco, tenho preconceito sim contra fundo ruim.

Assim como no Itaú, os fundos do Bradesco não são os originais, mas espelhos deles. Nossa análise independente já está a postos para avaliar em detalhes a nova oferta do Bradesco, custos e similaridade com os produtos originais. Vamos contar a você no relatório Os Melhores Fundos de Investimento o resultado desse estudo, além de seguir de perto os próximos lançamentos. Clique aqui para acompanhar.

 

 

NUNCA INVESTIU?
Se, assim como a Deborah, você nunca foi além da caderneta de poupança, eu posso ajudá-lo (ou ajudá-la) a investir por meio de fundos seguros, baratos, rentáveis e sem a dor de cabeça de acompanhar as cotações o tempo todo.

E, para os principiantes, a Beatriz Cutait também dá uma força especial com o livro “Você Investidor: Tudo o que você sempre quis saber e nunca teve coragem de perguntar sobre investimentos”.

Conteúdo recomendado