Como se tornar financeiramente seguro em sete anos ou menos

Aceite que você é o único responsável por sua situação financeira atual

Compartilhe:
Enviar link para o meu e-mail
Como se tornar financeiramente seguro em sete anos ou menos

Você é uma pessoa de meia-idade. Seu patrimônio é pequeno. Sua renda quase não dá para pagar as despesas… e as despesas estão aumentando.

O que você pode fazer?

Você deve desistir do sonho de se aposentar confortavelmente? Deve aceitar um futuro cada vez mais pobre? Deve ficar rancoroso e amaldiçoar as forças que o colocaram nesta situação?

Ou deve assumir o controle da própria vida e realizar algumas mudanças?

Essas perguntas são retóricas, é claro. Mas, às vezes, eu me pergunto se as pessoas realmente entendem as opções que têm. Há coisas que fogem de nosso controle. Mas podemos controlar nossa reação ao que acontece conosco…

Está gostando desse artigo?Insira seu e-mail e comece já a receber nossos conteúdos gratuitos

Entendo que você já está na metade da vida, o dinheiro quase não dá até o fim do mês e parece que a única chance de ter sucesso financeiro é ganhar na loteria (a loteria de verdade ou o equivalente à loteria no mercado de ações).

Pode ser frustrante ouvir de um cara rico americano que você não pode transformar R$ 25 mil em R$ 1 milhão num segundo investindo em ações.

Mas eu acredito – não, eu tenho certeza – que qualquer um com inteligência modesta e atitude positiva pode se tornar seguro financeiramente em sete anos ou menos… se ele ou ela estiver disposto a se esforçar.

Você não precisa abrir mão de seu sonho de ser rico.

Você sempre tem a habilidade de mudar sua vida financeira. Vai levar um pouco de tempo e paciência. E você vai precisar mudar alguns pensamentos e sentimentos que têm sobre riqueza – e sua relação com a ideia de riqueza.

A primeira coisa que você precisa fazer é aceitar que é completamente responsável por sua situação financeira atual.

Antes de ficar na defensiva, leia a frase novamente… Eu não disse que você é a causa de sua situação. Eu disse que você é responsável por ela.

Ao assumir a responsabilidade por sua situação atual, você também assume a responsabilidade por seu futuro. Ninguém pode mudar seu futuro por você. E ninguém o fará. Quanto mais cedo você aceitar essa realidade, mais cedo vai liberar a raiva e a culpa e começar a se sentir financeiramente poderoso.

Não estou tentando motivar você. Estou apenas dizendo a verdade.

Eu fiz isso e treinei diversas pessoas também. É um simples ajuste à sua forma de pensar, mas é extremamente poderoso. Ele funciona instantaneamente.

Sem ele, você não pode seguir adiante… nem mesmo um centímetro.

A próxima coisa que você precisa fazer é estabelecer expectativas realistas. Já ouvi pessoas dizendo que não querem lucrar 10% ou 15% ao ano. Elas acham que esse tipo de retorno é baixo demais. Elas querem uma dica de ação incrível ou alguma técnica secreta para ficar rico rapidamente.

Quando ouço esse tipo de coisa, sempre penso: “Essa pessoa nunca vai ficar rica”.

Perceba que de 10% a 15% é uma alta taxa de retorno. Warren Buffett – o investidor mais bem-sucedido de todos os tempos e a terceira pessoa mais rica do planeta – tem uma média de 19% sobre os investimentos em toda a carreira.

E tenha consciência de que a jornada rumo aos milhões se dá em R$ 100 por vez. Você precisa aceitar esse fato para avançar em sua vida financeira.

Sua vida financeira é como um trem paralisado. E, no momento, você precisa dirigir a 100 km/h. Mas o trem não pode ir de zero a 150 km/h em um segundo. A inércia está contra você.

Fique feliz com 15 km/h por enquanto… depois 30… depois 50. É assim que a riqueza se acumula: pouco a pouco, no início, e na velocidade da luz, depois de um tempo.

A terceira coisa que você precisa fazer é entender a diferença entre gastar, guardar e investir.

A cada salário que recebe, primeiro você precisa pagar as contas. Depois, guardar e investir, respectivamente. Só depois disso – depois que já “pagou por si mesmo” – você deve colocar dinheiro na conta de “gastos”.

“Já tinha levantado da cama naquela terça-feira com um pressentimento ruim…”

Atenção: O conteúdo a seguir pode ferir a sua sensibilidade. Não siga adiante se você for extremamente impressionável.

SIM, EU QUERO SEGUIR ADIANTE

 

A quarta coisa que você precisa fazer é reconhecer que sua renda disponível para investimentos (a quantia de dinheiro que você tem depois de gastar e de guardar) é o fator mais importante na determinação da velocidade com que se tornará rico.

Comprometa-se a adicionar uma renda secundária à sua renda principal.

Conte honestamente o número de horas que você devota à TV e a outras atividades não-produtivas. E passe a utilizá-las para construir riqueza.

Tire a carapuça da vitimização. Coloque suas roupas de herói financeiro.

Não é bom perceber, no meio da vida, que não adquiriu a riqueza que você queria.

Mas a boa notícia é que seu passado não precisa ser um prólogo… a não ser que você permita que seja. Você pode mudar sua sorte hoje mesmo fazendo as quatro coisas que acabei de mencionar.

Ao sucesso,

Mark

Vale ler:

Conteúdo recomendado