Uma promessa que mudou a minha vida

Veja quando está na hora de aproveitar o dinheiro acumulado

Uma promessa que mudou a minha vida

Desde que tinha aproximadamente 25 anos, praticamente só me dediquei a ganhar dinheiro. Comecei com negócios de prestação de serviços – carpintaria, conserto de piscinas e pintura de casas.

Passei ao varejo – restaurantes, bares, um clube de bem-estar, uma escola de artes marciais, duas agências de viagens e duas galerias de arte. Montei duas empresas de serviços de relações públicas e uma de moedas raras.

Depois disso, comecei a trabalhar com marketing direto. Tive e administrei negócios em todas as áreas que você pode imaginar. Nós vendíamos relógios, joias, TVs, óculos de sol, revistas, perfumes e cosméticos, entre outros.

Depois, comecei a fazer algo que realmente me interessava – trabalhar com publicações. Eu tinha ou administrava diversas empresas de publicações. Vendíamos livros, revistas e newsletters sobre viagens, saúde, negócios, imóveis e investimentos.

Desenvolvi um grande resort de férias no lado do Pacífico da América Central e dei início a diversos programas de educação para adultos.

Muitos desses negócios foram lucrativos. Um deles, por exemplo, vale cerca de US$ 1 bilhão hoje.

Mas quando o sucesso é sua única motivação, você pode fazer escolhas ruins. Eu fiz as minhas e aprendi com elas. Elas fizeram com que eu me tornasse um empresário mais sábio e mais confiante.

Investi meus lucros de forma conservadora. Sempre fui um grande comprador de imóveis, tanto comerciais quanto residenciais. Houve épocas em que especulei com ações, mas isso fez com que eu me tornasse ainda mais conservador e me manteve fora do mercado durante três grandes quebras que ocorreram durante minha carreira de investimento.

Quando estava ficando rico, comprei diversos seguros de vida e apólices. E logo descobri que a maioria deles é uma mentira. Esse é o conhecimento  que valorizo hoje.

Revelação

Tive, então, uma epifania. Lembro-me muito bem daquele dia. Minha esposa e eu estávamos caminhando por uma ponte em Roma. Ela estava apreciando a paisagem, eu estava pensando sobre todos os negócios e investimentos que precisavam de minha atenção.

Parado naquela ponte, observando o rio Tibre, percebi que não precisava continuar trabalhando. Eu tinha mais dinheiro do que poderia gastar em três vidas inteiras. Era hora de mudar.

Olhei para minha esposa e me desculpei por ter sido um maníaco obcecado por dinheiro nos últimos 30 anos e prometi que nunca mais devotaria minha vida a ganhar dinheiro. E mantive a promessa.

Está gostando desse artigo?Insira seu e-mail e comece já a receber nossos conteúdos gratuitos

Atualmente, me considero “semi-aposentado”. Vivemos em uma casa que vale US$ 5 milhões e que tem vista para o oceano no condado de Palm Beach. E temos muitos imóveis, ouro, arte e dinheiro.

Eu separo de seis a oito semanas por ano para viver com minha esposa em algum destino maravilhoso. Gostamos de cidades, escolhemos uma diferente a cada verão. Viramos “cidadãos” de Paris, Londres, Madri, Chicago e, nossa preferida, Nova York. Dois de nossos filhos moram lá.

Algumas vezes, alugamos apartamentos ou casas de campo. Outras, ficamos em pequenos hotéis que ela descobre por meio de suas leituras.

A cada seis ou oito semanas, viajo para nossa segunda casa, que tem vista para o Oceano Pacífico na Nicarágua. Lá, eu passo tempo escrevendo prosa e poesia, lendo e apreciando bons vinhos e charutos.

Fiz da saúde minha grande prioridade. Eu me exercito todos os dias e participo de competições de jiu-jitsu com homens que têm metade da minha idade.

Mas a maior mudança que fiz foi na forma como penso sobre dinheiro. Ele não é mais uma prioridade. Na verdade, nem levo o assunto em consideração.

Continuo a prestar consultoria para alguns negócios, mas apenas aqueles dos quais gosto e que respeito. Limito minha consultoria àquilo que gosto – ensinar e escrever.

Ensinar está em meu sangue. Meu pai e minha mãe eram professores, assim como minha avó e minha bisavó. Ensinar a outras pessoas o que aprendi sobre negócios e construção de riqueza é meu principal objetivo profissional.

Na última década, escrevi diversos livros sobre empreendedorismo, construção de riqueza e produtividade pessoal – alguns dos quais foram best-sellers do Wall Street Journal e do New York Times. Também passei bastante tempo orientando jovens empreendedores — muitos deles se tornaram milionários.

Ensinar e escrever são atividades que me trazem uma satisfação que eu não mais obtenho quando ganho dinheiro. Então, é nesse ponto que estou. E é por isso que escrevo aqui. Minha maior esperança é que minha experiência valha a pena para você.

Leituras sugeridas:

– Seja Um Expert Em Finanças

– Como ter relacionamentos lucrativos

– 7.656% do CDI em 4 dias

Conteúdo relacionado