Essa é minha tese, não me julgue (ainda)

É extremamente contraditório que uma tecnologia que foi criada pós-crise de 2008 — com o intuito permitir pessoas transacionarem dinheiro sem a necessidade de bancos […]

Compartilhe:
Essa é minha tese, não me julgue (ainda)

É extremamente contraditório que uma tecnologia que foi criada pós-crise de 2008 — com o intuito permitir pessoas transacionarem dinheiro sem a necessidade de bancos — esteja tão dependente agora desse player no curto prazo.

Se Satoshi Nakamoto está vivo ainda, ele deve estar ignorando isso completamente. Por muito menos, ele disse ao WikiLeaks não aceitar doações em bitcoin em 2011.

Naquele momento, a conta do criador do Bitcoin voltou à tona e indicou que utilizar a cripto para contribuir com a página de vazamento de documentos oficiais poderia destruir a rede.

Mesmo assim, Assange, à frente do site, disponibilizou um endereço para depósito em bitcoin e recebeu, até 2016, um total de 4 mil BTC em doações. E como você sabe, o bitcoin sobreviveu.

Ainda passamos por diversos outros pontos em que o bitcoin poderia morrer e não morreu.

Existe até uma página que conta quantas vezes ele foi declarado como morto e, até o momento, temos 309 mortes catalogadas.

E, como sempre, por seu caráter antifrágil, ele voltou mais forte. É de forma semelhante que enxergo o atual momento de acomodação dos preços que estamos vivendo.

Esse é o período que vamos ver mais “mortes” desse ativo idealizado por Satoshi Nakamoto e, por consequência, renascimentos.

Preste atenção nos fatos que vou relatar abaixo para entender o que vai além do preço.

A SEC está correndo atrás das “low-hanging fruits” (os casos mais simples) e multando ou suspendendo todo tipo de prática que esteja fora das regras.

Já prendeu pessoas responsáveis por ICOs fraudulentos, suspendeu instrumentos de investimentos em cripto por causarem confusão nos investidores e também multou fundos de hedge que ofereciam produtos de investimento em criptoativos sem permissão expressa dos reguladores.

No entanto, o mercado não responde a esse tipo de notícia negativamente.

Outro fato interessante é que os principais players do mercado financeiro — os bancos — têm planos para negociar tais ativos.
Morgan Stanley, Citigroup e Goldman Sachs pretendem oferecer instrumentos para os seus clientes se exporem a esse ativo.

Já aos investidores mais parrudos que desejam colocar milhões e não querem fazer custódia desse ativo, temos as custodiantes avançando em suas propostas.

A Coinbase, umas das maiores corretoras do mundo, já possui solução de custódia para investidores com mais de 10 milhões de dólares e inaugurou, nesta semana, o seu escritório em Nova York, centro financeiro mundial.

Além dela, temos a Xapo que já opera nesse mercado e possui em sua posse bilhões de dólares em cripto.

E há uma nova concorrente no mercado, a BitGo, que teve a sua licença aprovada para oferecer o mesmo tipo de serviço dentro dos Estados Unidos.

Isso só para enumerar o que aconteceu nas últimas semanas e foi divulgado amplamente.

A conclusão para mim é que o dinheiro institucional e o big money estão cada vez mais próximos.

E sei que você pode estar farto de me ouvir falando sobre essa tese, mas, a cada novo fato, ela fica mais palpável para mim.

Se o seu time está em um campeonato, faz uma boa fase de grupos, passa nas oitavas e nas quartas de finais, faz um gol aos cinco minutos do primeiro tempo, não é plausível pensar no título?

Entendo o seu lado que quer esperar o fato se concretizar para acreditar, mas esse momento no qual estamos é um daqueles que vai ser contado no futuro como uma sequência de acontecimentos que levaram a uma conclusão óbvia.

Igual a quando o seu professor de história contava a história do Brasil e parecia que tudo só poderia ser do jeito que foi mesmo. Primeiro vem a colonização, depois a independência, então, a república…

No Empiricus Crypto Alert, vivemos essa história dia a dia e trazemos insights muito valiosos para os nossos assinantes.

Essa semana falamos do Segundo Grande Ciclo, que é iminente, ainda para esse ano, e nos faz ficar muito otimistas.

Não tem nada de misterioso, são apenas os fatos que nos contam o óbvio. E você pode fazer parte ainda hoje.