O vencedor improvável

A desvalorização do bitcoin faz pensar que as criptomoedas possuem o espírito de um vencedor improvável. Apanha muito, mas se mostra capaz de reverter situações extremamente adversas

Compartilhe:
O vencedor improvável

Já parou para pensar que esta newsletter se chama CryptoTalks, mas não tem ninguém realmente falando aqui?

Foi pensando nisso que trouxemos um novo espaço para você. A partir de agora, teremos a newsletter em texto, como já de costume, e também o CryptoTalks em vídeo, para irmos mais a fundo no tema da semana. O primeiro vídeo acabou de sair. Confira!

Sou um verdadeiro fã de artes marciais. Dediquei meus pouco mais de cinco anos de faculdade à prática de kung fu e não resisto a assistir a uma boa luta, independentemente do estilo. MMA, kung fu ou até mesmo sanda.

Entre todos os combates que já vi, um dos mais marcantes, sem dúvida, foi aquele entre Rodrigo Minotauro e Bob Sapp em 2002.

Na época, o UFC ainda não existia, e lutadores de diferentes cantos do mundo se reuniam no Pride para disputas de MMA verdadeiramente sangrentas.

Não consigo tirar da cabeça como começou aquela luta. De um lado, o gigante Sapp, com seus 1,96 m e 170 kg. Isso mesmo. CENTO E SETENTA QUILOS.

De outro, Minotauro, que, mesmo sendo peso-pesado, parecia ter metade do porte do oponente.

Quando o juiz anunciou o início do combate, Minotauro foi em busca de um double leg em Sapp, numa tentativa de tirá-lo do chão. Se você já tentou levantar 170 kg, sabe como é difícil, né?

O gigante revidou o ataque segurando o brasileiro e aplicando-lhe um bate-estaca. Até hoje não entendo como Minotauro não ficou imediatamente inconsciente com aquele golpe.

Quer dizer, sei sim. O cara é um guerreiro. Vai até o fim. Muitos outros lutadores desistiriam se estivessem no lugar dele. Não aguentariam tanta pressão (e tanta porrada).

O ponto central é que, quando alguém olhava para o ringue do Pride e via o brasileiro contra aquele brutamontes, era muito difícil acreditar que ele teria chances. Porém, nem tudo é óbvio ou segue estritamente a lógica.

Me recordo desse episódio nesta sexta-feira por conta do comportamento recente do mercado de criptomoedas.

O bitcoin e seus pares levaram golpes atrás de golpes. As pancadas têm sido duras, mas, assim como Minotauro, os ativos de qualidade têm se mostrado capazes de reverter situações extremamente adversas.

Isso me faz pensar que as criptomoedas possuem aquele mesmo “espírito guerreiro” do Minotauro, ou até de Rocky Balboa, que passou por situações parecidas. Apanha, apanha, apanha, depois volta e surpreende.

Não estou dizendo que são invencíveis, pois tudo tem seu ponto de falha. O que quero dizer é que, por essência, o mercado cripto é um “contrarian” e, como tal, sofrerá ataques de seus rivais.

Paralelamente, altos e baixos sempre existirão. Trata-se, afinal, de um mercado em consolidação. O processo regulatório, por exemplo, causará volatilidade no curto prazo, mas será benéfico no longo, sem dúvida.

O Pride tinha regras bem menos rígidas que o UFC e, por isso, colocava em risco os lutadores. “Regular” a luta pode ter tirado um pouco da emoção, mas deu mais segurança aos combatentes e mais ordem ao combate. Esperamos ver o mesmo no criptomercado.

Com relação às quedas, minha mensagem para você é: quando vir o mercado de criptomoedas reagindo de forma similar à movimentação desta semana, lembre-se de sua natureza resiliente – e até antifrágil – que pode fazê-lo voltar ao normal e ainda sair por cima.

E aqui deixo três dicas práticas sobre o que não fazer durante uma queda livre do mercado:

– Não fique olhando as cotações a todo momento. Isso não fará o preço subir;
– Não se encha de notícias negativas de sites que nem sabem do que estão falando. Prefira a opinião de alguém que realmente ajude você a se posicionar em momentos assim, e não que apenas gere manchetes para as redes sociais;
– Não se desespere! Saber o que está de fato acontecendo antes de agir é essencial.

Momentos de queda às vezes assustam, mas também acabam por abrir janelas de oportunidades para você comprar mais barato e aumentar seu potencial de ganhos. Para isso, é necessário saber quais ativos comprar e, na hora certa, revidar e aplicar aquele golpe matador para finalizar a luta.

Às vezes parece difícil acreditar. Muitos vão dizer que a bolha estourou, que o mercado de criptomoedas perdeu a luta… Era o que diriam do Minotauro naquele fatídico combate, antes de saberem qual seria o incrível desfecho.

Após dois rounds e incontáveis tentativas de imobilizar Sapp, o brasileiro conseguiu aplicar o famoso arm lock no rival, encerrando a luta de forma épica.