Foi um tuíte despretensioso

Antes de qualquer coisa: não faço previsões. Até me inscrevi em um curso online para vidente iniciante, mas não levei pra frente. Acho que não […]

Compartilhe:
Foi um tuíte despretensioso

Antes de qualquer coisa: não faço previsões. Até me inscrevi em um curso online para vidente iniciante, mas não levei pra frente. Acho que não tenho jeito pra coisa mesmo.

Mas um palpitezinho não faz mal, não é?

Na última quinta-feira, publiquei no Twitter um dos pensamentos que estavam me rondando durante todo aquele dia: o bitcoin poderia chegar a 100 mil reais antes de o Ibovespa alcançar os tão sonhados 100 mil pontos.

Será?

Bem, parafraseando o que já ouvi o Felipe Miranda falar inúmeras vezes por aqui: “Não sei. Para ser sincero, acho que ninguém sabe.”

A verdade é que nenhum ser humano, por mais (pseudo)gênio que seja, é capaz de prever, com total exatidão, o que vai acontecer no futuro.

Nos resta, apenas, olhar para a realidade e buscar encontrar alguma informação que confirme nossas teses.

Confesso que a ideia de que o bitcoin pode chegar aos 100 mil antes da Bolsa brasileira não é simples de se concretizar. A rigor, ela embute também muito risco. Porém, olhando friamente a situação, é, sim, algo possível.

Vejamos: atualmente, o Ibovespa está na casa dos 85.600 pontos, apenas 17 por cento distante dos 100 mil. Já o bitcoin, está cotado a 32.400 reais. Ou seja, precisaríamos ver um salto de pouco mais de 200 por cento.

Dado o perfil de volatilidade de cada um, não me parece nada absurdo. Não sou especialista em Bolsa, como meus colegas aqui na Empiricus, mas tendo a acreditar que, dado o ainda incerto cenário político para este ano, muito pode acontecer.

Imaginemos um cenário em que ganhe um candidato com o qual o mercado não simpatiza. O dólar flertando com 4 reais seria uma possibilidade. Se isso acontecesse, me parece quase impossível a Bolsa continuar rumando aos 100 mil pontos.

Paralelamente, com um dólar próximo de 4 reais, o bitcoin precisaria alcançar a marca dos 25 mil dólares, apenas 25 por cento acima da sua máxima histórica, para chegar aos 100 mil reais.

Hoje, o preço da moeda digital está bem distante disso. Porém, lembre-se que o mercado de criptomoedas se move de forma exponencial e imprevisível, não de maneira linear e controlada. Deixe de lado suas premissas cartesianas.

Esse cenário seria a combinação perfeita para uma escalada do preço do bitcoin em reais. Porém, se ainda assim não tivermos um desastre na eleição e o dólar continuar em um nível próximo ao atual, —3,45 reais —, o bitcoin precisaria chegar a quase 29 mil dólares para alcançarmos a marca desejada.

Novamente, tratando-se de criptomoedas, não é um cenário absurdo. Lembre-se que 2017 começou com o bitcoin a mil dólares e chegou a quase 20 mil dólares.

Pra ser sincero, torço para que tanto o bitcoin quanto a Bolsa cheguem aos 100 mil. Se você é um investidor que diversifica seus investimentos, vai ganhar dinheiro tanto em um caso quanto em outro.

Ah, lembrando que suas “apostas” em cada um devem ser diferentes. Criptomoedas carregam mais risco do que ações. Logo, faça aportes menores, apenas aquilo que você topa perder.

Mas voltando ao polêmico palpite, por mais que a probabilidade esteja do lado da Bolsa e a maioria da opinião do mercado também, não dá pra negar que há um enorme potencial de ganho do lado do bitcoin.

Apesar de não fazer previsões, eu realmente acredito em bitcoin a 100 mil reais (e por que não dizer dólares também?) em um futuro próximo e, sim, existe a possibilidade, ainda que pequena, de que isso aconteça antes de a Bolsa chegar nos seis dígitos.

Mas se tem outra coisa na qual eu acredito ainda mais é que, dentre os mais de 1.500 ativos do mercado de criptomoedas, existe um — e apenas um — que pode alcançar proporções ainda maiores que o bitcoin…

…e ainda está barato.

Essa é uma ideia que vem nos rondando há algum tempo e o André decidiu, de uma vez por todas, torná-la pública.

[LINK DIRETO] Confira aqui o documento que revela qual é esse ativo.

Investir neste criptoativo é como ter comprado bitcoin antes da valorização de 1.300 por cento.

Você precisa conhecê-lo!

Top 3 highlights do criptomercado

Market cap de volta aos 400 bilhões de dólares. Saiba mais aqui.

Lightning network: dobrou em duas semanas. Saiba mais aqui.

Uma em cada cinco grandes instituições financeiras está se preparando para negociar criptomoedas. Saiba mais aqui.