Você é o mais burro da mesa?

Ontem foi mais um daqueles dias que eu fui a pessoa mais burra da mesa. Fomos a um encontro de participantes do mercado de criptomoedas. Encontros como esse não só nos permitem um networking fantástico como sempre trazem boas ideias sobre o mercado.

Compartilhe:
Você é o mais burro da mesa?

Essa é uma ótima pergunta a se fazer quando você estiver sentado à mesa com outras pessoas, especialmente se estiverem falando sobre negócios ou mercado.

Se, em um primeiro momento, pode parecer estranho (ou até pejorativo) buscar ser o mais burro entre os demais, em uma segunda instância você percebe que essa é a estratégia mais inteligente que você pode adotar.

O que acontece se você for a pessoa mais esperta da reunião? Bem, provavelmente a discussão não trará nada de muito novo para você. Talvez até fosse melhor nem ter começado o papo em primeiro lugar.

É por isso que dia sim, dia sim, quero estar perto de quem sabe (muito) mais que eu. E garanto: não há sensação melhor em uma discussão do que perceber que 90% do que está sendo dito ali é combustível novo para as suas sinapses.

Ontem foi mais um daqueles dias que eu fui a pessoa mais burra da mesa. Fomos eu e o André a um encontro de participantes do mercado de criptomoedas.

Na roda, estavam fundadores de fintechs, diretores de exchanges, desenvolvedores de protocolos de criptomoedas e entusiastas que falam sobre o assunto desde que Bitcoin não passava de um whitepaper.

Encontros como esse não só nos permitem um networking fantástico como sempre trazem novas ideias sobre o mercado.

Como Steve Blank, uma das maiores referências no mundo em inovação e empreendedorismo diz, “Get out of the building” ou, “tire a bunda da cadeira e vá falar com as pessoas”, em tradução livre.

Boas ideias não se cultivam apenas no seu microcosmo. Nosso cérebro necessita a oxigenação do debate com outras pessoas e, reforço, se você for o mais burro da mesa, o resultado certamente será maximizado.

Fato interessante sobre o encontro de ontem é que, diferente do que se esperaria no mercado financeiro tradicional, não se tratava de um evento cheio de pompa e requinte.

Estávamos reunidos, na verdade, em uma pizzaria na Paulista. Papo simples, sem finesse, focado no que importa: boas ideias. Aqui no mundo de cripto as pessoas não usam camisas de alfaiataria com as três iniciais bordadas no peito. Inovação se faz sem gravata.

Talvez seja pelas minhas raízes sãocarlenses dos tempos de faculdade ou talvez até pela minha dificuldade de me encaixar em ambientes ultraformais, esse é meu habitat natural.

Na Empiricus, vivemos cercados, fisicamente, por dois mundos: na porta da frente, o BTG, mercado financeiro tradicional, com pessoas “uniformizadas”. Alguns andares acima, o Google, onde os funcionários muitas vezes estão de moletom e chinelo.

Somos um lugar no meio do caminho. Eu e o André, particularmente, talvez mais para Google que BTG. Mas o que importa, como disse, são as ideias que desse ambiente podem surgir.

Nossas melhores ideias de investimento em criptomoedas são reunidas, toda semana, no Empiricus Crypto Alert. Se você quer saber, de forma clara e objetiva e sem as firulas do mercado financeiro tradicional onde é que estão as melhores oportunidades nesse mercado, recomendo a leitura.

Falando nisso, a sensação atual é de que o otimismo está voltando. É claro que nesse mundo nada é certeza mas, diante dos acontecimentos das últimas semanas, parece que, pelo menos por enquanto, o pior já passou no mercado.

Depois de ter avançado no fim da semana passada, o mercado toma fôlego para buscar novos movimentos de alta. Futuros de bitcoin apontam para cima e altcoins se recuperam no mercado.

O Rafael Rabello discute exatamente esse momento do mercado na seção técnica mais abaixo. Não deixe de ler.

Enquanto isso, já vou procurando a próxima mesa onde eu possa ser o mais burro entre os presentes e prometo trazer novas ideias dali.

Top 3 highlights do criptomercado

O FMI acredita no uso das criptomoedas em larga escala. Saiba mais aqui.

Primeira exchange descentralizada baseada em neo acaba de ser lançada Saiba mais aqui.

100% até o fim de 2018. Pelo menos. Saiba mais aqui.