Brasília e o espírito animal

Uma turma de empreendedores incríveis, reunida em Brasília pelo Erico Rocha, estava ansiosa para ouvir a história da Empiricus, que é uma empresa referência no universo do marketing digital brasileiro. Havia somente o “espírito animal” de Keynes, que nos tira da inação e nos faz prosperar.

Compartilhe:
Brasília e o espírito animal

Acabei de voltar de uma curta viagem a Brasília. Passei dois dias na capital federal conversando com empreendedores digitais a convite do Erico Rocha, reconhecidamente a maior autoridade em lançamentos e marketing de infoprodutos pela internet.

Antigamente, nos meus tempos de executivo do mercado financeiro, viagens assim, a trabalho, eram parte do meu dia a dia. Visitava empresas pelo Brasil afora, prospectando oportunidades de negócios para o banco em que trabalhava.

Hoje viajo a trabalho com muito menos frequência. Ainda bem, pois prezo bastante minha rotina. O meu compromisso diário mais importante, acompanhar a lição de casa das minhas filhas, fica prejudicado sem minha presença física lá em casa.

Apesar da disrupção, minha estadia foi positiva. A começar pela excelente escolha do hotel em que fiquei hospedado e onde foi realizado o evento. O Brasília Palace ocupa um lindo edifício projetado por Oscar Niemeyer e está localizado num ponto único da cidade: às margens do Lago Paranoá e a um pulo do Palácio da Alvorada.

Lago Paranoá visto do hotel

O mais bacana, porém, foi a oportunidade de conhecer um grupo incrível de empreendedores, todos absolutamente “self-made”, que estão revolucionando a maneira como os brasileiros consomem conteúdos e informações. Não deixa de ser irônico que, no coração da burocracia federal, protegida e alheia às agruras enfrentadas pelos demais brasileiros, tenha se reunido um grupo de pessoas que está prosperando por meio do uso de nada mais do que o seu esforço individual.

Conheci um tradutor, que há poucos anos sobrevivia com uma renda de não muito mais que um salário mínimo, faturando milhões com seu curso de inglês online. Conheci um ex-frade que passou oito anos percorrendo as comunidades mais carentes do país e hoje organiza campanhas de lançamento de produtos digitais na internet. Conheci coaches, personal trainers, professores, profissionais liberais, todos engajados em divulgar suas ofertas ao grande público. Lá ninguém falava de verbas governamentais, incentivos, BNDES. Nada disso. Havia somente o “espírito animal” de Keynes, que nos tira da inação e nos faz prosperar.

Talvez você não saiba, mas a Empiricus é uma empresa referência no universo do marketing digital brasileiro. Com cerca de 200 mil assinantes pagantes, todos gerados exclusivamente pelos canais eletrônicos, somos um case de sucesso e um exemplo de disrupção no mercado de publicações e de distribuição de informações no Brasil. Com isso, a turma de empreendedores reunida pelo Erico Rocha estava ansiosa para ouvir nossa história e nossa experiência. Apresentei nosso modelo de negócio e respondi a ótimas perguntas.

Coincidentemente, enquanto estava por lá, tão próximo do gabinete presidencial, o Felipe Miranda escreveu sobre O Segundo Mandato Temer no Day One de quarta. Recebi uma enxurrada de comentários (por e-mail e pelas redes sociais) apoiando ou criticando o texto dele.

Pelos feedbacks que recebi, percebo que alguns não leram com a devida atenção o que o Felipe escreveu. Convido você, então, a aproveitar o tempo livre do fim de semana para ler a espetacular síntese que ele fez do momento político e econômico que vivemos. Independentemente de você gostar ou não do nosso atual presidente, este conteúdo é obrigatório.