O que a Empiricus tem a ver com a Nike?

O que a Empiricus tem a ver com a Nike?

“It’s never just business. It never will be.
If it ever does become just business,
that will mean that business is very bad.”
Phil Knight, autor de Shoe Dog

Caro leitor,

Acabei de ler a autobiografia do Phil Knight, fundador da Nike. Chama-se Shoe Dog (A Marca da Vitória, em português).

Na verdade, eu ouvi o livro, pois resolvi testar, pela primeira vez, o formato audio book (definitivamente não sou um early adopter).

O livro é simplesmente espetacular. A narrativa inicia-se em 1962, com a primeira ida de Knight ao Japão, inserida numa volta ao mundo no estilo “mochilão”.

De extrema humanidade, a publicação conta o longo e tortuoso caminho percorrido pelo empreendedor.

Junto com seus sócios e parceiros, e munido de uma ideia simples, mas disruptiva, Phil Knight conta as aventuras e desventuras de sua empreitada.

Caso você ainda não tenha lido o livro, pare tudo (inclusive de ler estas mal traçadas linhas) e adquira o seu exemplar já!

Lembre-se, porém, de escolher um lugar reservado para ler o último capítulo.

Assim você evita situações ridículas como a minha, chorando como uma criança durante minha corrida matinal no Parque do Ibirapuera.

A aventura, e não dá para chamar de outra forma, do desenvolvimento da Nike é uma maluca sequência de acertos e erros, muitas vezes flertando com o desastre. E sorte, muita sorte.

 

Não há como não se apaixonar por Phil Knight depois de acompanhar sua saga.

O Felipe, meu sócio aqui na Empiricus, passou a comprar exclusivamente artigos esportivos da Nike depois de ler Shoe Dog. Ainda bem que o Timão é patrocinado pela Nike, hein Felipão?

Guardando todas as devidas e necessárias proporções, não pude deixar de traçar um paralelo aqui com a Empiricus.

Assim como a Nike, começamos com uma ideia maluca, demoramos anos para ver o negócio vingar, acertamos e erramos muito, acumulamos admiradores e desafetos, incomodamos gente grande e, por fim, fomos agraciados com a sorte, várias vezes.

E, assim como a Nike, a Empiricus tem sido feita com intensidade e paixão.

Em breve, nós estaremos completando 8 anos de existência.

Hoje, temos 180.000 assinantes pagantes e quase 2 milhões de leitores das nossas newsletters gratuitas.

Estamos ajudando a mudar a maneira que o brasileiro se relaciona com investimentos. Definitivamente.

Nesta segunda-feira, dia 31/7, teremos o nosso primeiro Empiricus Day. Será um dia de ofertas e promoções especiais para os nossos assinantes.

Descaradamente, nós copiamos a ideia de outro gigante, emulando o Prime Day da Amazon.

Assim como o dia especial da empresa de Jeff Bezos, o Empiricus Day será um evento anual.

Aguarde!

Deixo você agora com os destaques da semana.

Um abraço,

P.S.: Outra leitura obrigatória é o texto do genial Pedro Cerize, da Inversa Publicações, “Quanto você vale?”. Clique aqui para ter acesso.

Está gostando desse artigo?Insira seu e-mail e comece já a receber nossos conteúdos gratuitos

Foco no cliente
Nos próximos dias, o Palavra do Estrategista será fechado para novos assinantes por tempo indeterminado. A decisão tem como foco manter a qualidade no atendimento das mais de 100.000 pessoas que acompanham as análises e recomendações da série mais bem-sucedida da Empiricus. A última janela de oportunidade para fazer parte desse grupo termina neste fim de semana. Conheça os detalhes.
Saiba mais.

A vida com os juros a um dígito
O Banco Central anunciou durante a semana a redução da taxa básica de juros em um ponto percentual, de 10,25% a 9,25%. Pela primeira vez, desde agosto de 2013, a Selic caiu para um dígito. A newsletter A Hora dos Fundos como esse fato marcante vai afetar o portfólio dos investidores.
Saiba mais.

De olho no sobe e desce da Bolsa
Uma análise técnica precisa dos gráficos da Bolsa pode trazer ganha rápidos: 12,07% em quatro dias, 11,18% em três dias, 7,76% em dois dias. Esse excelente desempenho fez com que a Empiricus montasse o 1o Laboratório Trader Pro, um treinamento focado em ensinar esse sistema de análise a qualquer investidor. O curso, composto por doze vídeos, é totalmente on-line. Faça sua inscrição.
Saiba mais.

Débito ou crédito?
Você reconhece a geringonça aí ao lado? É uma daquelas antigas máquinas de cartão de crédito, que utilizam papel carbono para loja e cliente ficaram cada um com um comprovante. O analista Alexandre Mastrocinque lembrou daqueles tempos para apontar o rápido avanço das fintechs, as startups financeiras. Para ele, cadernetas de poupança, títulos de capitalização e fundos de investimentos com taxas pornográficas serão, logo logo, artigos de museu.
Saiba mais.

30 em 1
A equipe de analistas da Empiricus montou uma estratégia de investimento arrojada para quem quer obter rendimento de três décadas em apenas um ano. O método 30 em 1 prevê a realização de uma série de operações de curto prazo, monitoradas de perto, que geralmente duram de uma a duas semanas. O mais interessante é que a metodologia é eficaz tanto no mercado em alta como na baixa.
Saiba mais.

Chega de mea-culpa
A consultora do Você Investidor Beatriz Cutait mostra que não dá mais para adiar: supere o medo do risco e comece a remodelar seu portfólio. O primeiro passo é aceitar que é preciso ir além da renda fixa. O momento, afirma, é de acolher de braços abertos uma participação em renda variável. Só assim será possível preservar os ganhos com os juros básicos abaixo de 10%.
Saiba mais.

No fundo do mar
A especialista em renda fixa Marília Fontes vê uma inconsistência entre as projeções da inflação implícita e a inclinação da curva de juros. Para explicar essa questão técnica de forma clara na newsletter A Dama de Ferro, ela puxa da memória o dia em que mergulhou ao lado de tubarões. E, claro, diz o que o investidor pessoa física pode fazer para se aproveitar dessa situação.
Saiba mais.

Para os menos de 30 anos
O editor do Grana Preta, Rodolfo Amstalden, escreve para os jovens investidores na edição desta semana. Ele elogia a determinação desse público de administrar suas próprias economistas desde cedo. No entanto, deixa um alerta: é preciso evitar investimentos precipitados, com excesso de risco e pouca liquidez. Conheça seus argumentos.
Saiba mais.

Eles são os caras
Para celebrar o primeiro aniversário da série Os Melhores Fundos de Investimento, a analista Luciana Seabra está preparando uma série de entrevistas com os melhores gestores de fundos do Brasil. Duas delas já estão no ar: com Marcelo Giufrida, da Garde Asset Management, e com Carlos Woelz, da Kapitalo Investimentos. Assista na TV Empiricus.
Saiba mais.

Avança a Lava Jato
O Antagonista acompanhou de perto a operação que prendeu Aldemir Bendine, ex-presidente das duas maiores estatais federais, o Banco do Brasil e a Petrobras. O comentarista político Claudio Dantas fala sobre as provas obtidas pelos procuradores e aponta o papel central do ex-ministro da Fazenda Guido Mantega no esquema de corrupção dos governos petista. Assina na TV O Antagonista.
Saiba mais.

Conteúdo relacionado