Você rasga dinheiro?

Na semana passada, pedi a vocês que me enviassem sugestões de ideias para uma campanha de marketing para atrair novos interessados em investimentos. Aqui está o resultado.

Compartilhe:
Você rasga dinheiro?

Na semana passada, pedi a vocês que me enviassem sugestões de ideias para uma campanha de marketing para atrair novos interessados em investimentos.

O desafio consistia em assumir temporariamente o papel de gerente de marketing da Empiricus, bolando uma campanha que despertasse a atenção das pessoas que ainda não despertaram para os benefícios de uma gestão mais ativa dos investimentos.

A tarefa aparentemente era fácil. Afinal, está claro para nós que não faz sentido delegar para o gerente do banco decisões de investimento que terão impacto no nosso futuro financeiro e no de nossas famílias.

A realidade, porém, é outra. As pessoas são naturalmente avessas a mudanças, especialmente quando se trata de hábitos relacionados às suas finanças. Aqui a analogia com saúde prevalece. Comemos e bebemos porcarias mesmo sabendo das consequências no longo prazo.

De qualquer forma, a participação dos leitores foi superpositiva. Recebi mais de 150 sugestões de ideias, cuja leitura tomou boa parte da minha manhã de segunda-feira. O mais bacana foi perceber que nossos leitores já participam do processo de convencimento que sugeri. Os exemplos enviados – e vou reproduzir alguns em seguida –, deixam pistas de que já foram testados em situações reais.

Aqui vai:

“Que futuro você quer dar aos seus filhos?” – Gedson L.

Você quer continuar jogando na liga de várzea dos Jogos do Interior ou entrar para um outro patamar?

Mesmo você sendo o bambambã das peladas gerando valor ao seu time (à sua família) jogando nessa liga, se você soubesse o caminho para melhorar sua performance, ainda consideraria a atual suficiente? Você sabe que pode mais! E só jogando em alto nível você realmente poderá explorar todo o seu potencial!” – Maithe C.

“Este anúncio é pra você que cuida do seu dinheiro do jeito que sua avó cuidava do dela no século passado.” – Marcos B.

“O Ministério da Saúde adverte: deixar seu dinheiro no banco compromete o seu futuro e o das pessoas que você mais ama!” – Reiner T.

“Sabe quanto custa o seu desleixo financeiro? Veja como é a vida antes e depois da Empiricus e nunca mais relegue a terceiros a administração dos seus investimentos” – Laiz M.

“Nota de falecimento: sua caderneta.

Nota de ressurreição: seu dinheiro.” – Hiroito O.

“A poupança vai acabar com o seu dinheiro!” – Maicon P.

“Investir não é complicado. Ficar sem dinheiro é.” – Guilherme O.

Investir (sobretudo com a ajuda da Empiricus) é como estar numa máquina do tempo. É ver-se hoje como você deseja estar daqui a algum tempo (seja ele curto ou longo “prazo” sendo este último minha preferência). O resto é seguir a estrada até lá.” – Adriana M.

“Pare de deixar os banqueiros ainda mais ricos, aprenda a investir!” – Luiz H.

“Se ficar na poupança, pior do que está ficará! Se sair, melhor será!” – Emerson M.

Por fim, o vencedor do nosso desafio, premiado com uma assinatura anual da Empiricus, foi o assinante Roberto U., que nos enviou uma campanha completa, com chamadas e imagens:

Um bom Carnaval e boas leituras!

Um abraço,

Caio

P.S.: Não se esqueça de baixar o nosso aplicativo. Clique aqui: Android ou iOS.