Não somos imparciais, nem fingimos ser

Desde nosso nascimento em 2009, escolhemos ser uma casa de análises absolutamente parcial.

Compartilhe:
Enviar link para o meu e-mail
Não somos imparciais, nem fingimos ser

Warren Buffett – o maior investidor do mundo (Felipe prefere o Soros) – lê seis jornais impressos por dia.

Wall Street Journal, Financial Times, New York Times, USA Today, Omaha World-Herald e American Banker.

Daí seria fácil intuir que ele baseia suas decisões de investimento nas manchetes diárias.

Mas não é o caso.

Quem conhece os ditados de Buffett já ouviu: “The investor of today does not profit from yesterday’s growth”.

Ora, as notícias dos jornais falam apenas de “yesterday’s growth” – são histórias do que já aconteceu.

Então, APESAR de ler seis jornais por dia, Buffett continua sendo o maior investidor do mundo.

Qual é o segredo?

Ele sabe diferenciar notícias de opiniões.

E, ainda mais importante, sabe diferenciar opiniões de recomendações.

A Empiricus publica recomendações financeiras. Nada de notícias e nada de opiniões.

Notícias, por si só, valem zero no mercado.

Opiniões são perigosas, pois há sempre um “especialista” engomadinho na TV achando que a inflação vai subir (ou cair), achando que certa empresa vai quebrar (ou ressuscitar). Esses caras acham muito, mas não fazem nada. Mesmo quando erram, querem se fazer corretos.

Por isso, desde nosso nascimento em 2009, escolhemos ser uma casa de análises absolutamente Parcial.

Isso mesmo, não somos imparciais – nem fingimos ser.

Somos independentes (ninguém influencia naquilo que recomendamos), mas não somos imparciais.

Veja, independência e imparcialidade são coisas bem diferentes.

Ser independente é dizer aquilo que pensa, sem se importar com o que os bancos ou jornais promovem.

Ser imparcial é dizer tudo, sem tomar partido de nada.

Se ficarmos em cima do muro, não estaremos fazendo nosso trabalho.

Nosso trabalho é dizer “compre!” ou “venda!”, explicando os porquês.

Se errarmos em nossas compras ou vendas, teremos errado feio, e sentiremos o prejuízo.

Está gostando desse artigo?Insira seu e-mail e comece já a receber nossos conteúdos gratuitos

Se acertarmos, teremos acertado bonito, mas sem arrogância.

A Empiricus se preocupa com o “tomorrow’s growth” – o crescimento de amanhã, tal como evidenciado em nossas Melhores Ações da Bolsa.

Por um terço do custo mensal da assinatura de um jornal, você recebe recomendações de compra sobre as empresas mais lucrativas da Bolsa.

Buffett já está rico, bilionário, e pode ler quantos jornais quiser.

Já eu e você precisamos ler aquilo que realmente importa para multiplicarmos nosso patrimônio.

Conteúdo recomendado