Eu nunca vou te convencer a investir

Falamos principalmente com as pessoas que já tomaram a decisão de investir, e agora querem investir de uma forma diferente, mais inteligente e eficaz, menos refém dos bancos.

Compartilhe:
Enviar link para o meu e-mail
Eu nunca vou te convencer a investir

A cada semana, eu acabo conhecendo, em média, umas dez pessoas que estão “absolutamente loucas para começar a investir”.

Em encontros cotidianos, essas pessoas me pedem licença para perguntar:

“Você é o Rodolfo da Empiricus, né? E aí, qual o primeiro passo? Por onde eu começo?”.

Deste momento em diante, a seleção natural entra em jogo.

Eu diria que, daquelas dez pessoas, na melhor das hipóteses, uma ou duas começarão, de fato, a investir.

As demais são preguiçosas, querem se fingir de cool, estão mega endividadas ou têm uma vontade apenas latente por ora.

Então, duas semanas depois, o sujeito por azar me reencontra e tenta dar aquela disfarçada…

É minha vez de perguntar – já começou?

“Ainda não. Tentei abrir conta em corretora, mas dá muito trabalho. Não tive ainda tempo de ler aquele material que você me passou. Peguei uma baita virose! Tive que dar banho no meu cachorro”.

Três meses depois, o sujeito renasce: “Rodolfo, qual é o primeiro passo? Por onde eu começo?”.

É por isso que ainda há tanta gente com dinheiro na Poupança ou em CDBs.

Leia mais: Rendimento Poupança (Guia Completo) – Hoje, Mensal e Anual

Mas eu não lamento, nem pela Empiricus e nem pelos outros. A seleção natural é sábia, e nos trouxe até aqui.

Se você realmente acha que esse tipo de coisa dá muito trabalho, que nunca é prioridade face a tantas outras tarefas, então você NÃO está pronto para investir.

Não vou chegar para você e falar: investir é super fácil, você pisca e de repente investiu e ficou bilionário; parabéns!

Não é fácil. Exige um mínimo de esforço e interesse, assim como todas as coisas que valem a pena na vida.

Suas chances de ficar rico investindo são grandes. Já as chances de uma pessoa virar investidora são, infelizmente, pequenas. É importante não confundir um conceito com o outro.

Eu realmente não acho que a missão da Empiricus seja de transformar não-investidores em investidores.

Falamos principalmente com as pessoas que já tomaram a decisão de investir, e agora querem investir de uma forma diferente, mais inteligente e eficaz, menos refém dos bancos.

Está gostando desse artigo?Insira seu e-mail e comece já a receber nossos conteúdos gratuitos

Pouco importa se você tem um real ou dez milhões de reais investidos. De qualquer forma, você já tomou a decisão de investir, e será beneficiado (creio eu) por nossas recomendações.

Depois de começar, sugiro apenas que você pense grande. Afinal, conforme nos ensinou Marcel Telles, vale a pena sempre pensar grande, pois tocar um posto de gasolina ou a General Electric dá quase o mesmo trabalho.

Pense grande, seu primeiro passo já foi dado.

As pessoas loucas o suficiente para achar que podem investir são as que, de fato, investem.

Conteúdo recomendado