O marketing que eu não topo fazer

Compartilhe:
Enviar link para o meu e-mail
O marketing que eu não topo fazer

Caro Leitor,

Você entra no site do Valor e encontra um banner no topo da página: “Assine Conhecimento, por 39,90 reais ao mês”.

Bem-vindo ao século 21 – a vida está mais fácil ultimamente.

Dos séculos 27 AC a 20 DC, construíamos conhecimento lendo livros, tomando puxões de orelha dos professores e ouvindo histórias no colo da avó.

Hoje podemos assinar conhecimento financeiro por apenas 39,90 reais ao mês.

Enquanto me dou a ironias, não estou me eximindo de culpas.

Eu sei que, aos olhos de quem nunca leu nossos relatórios, a Empiricus é criticada por seu marketing americano e por banners sensacionalistas.

Então, será que sempre que falamos de marketing, entramos no terreno relativo da interpretação?

Não acho.

Eu topo falar de fim do Brasil, morte da poupança ou da possibilidade de ganhos de até +800 por cento com opções (ganhos que, aliás, efetivamente ocorreram no dia da delação da JBS, com base nos seguros que montamos).

Mas não topo fazer marketing prometendo conhecimento financeiro por 39,90 reais ao mês.

Se uma peça desse tipo saísse do nosso departamento de marketing, todos seriam demitidos; ou eu mesmo pediria as contas, frustrado com o rumo triste que a Empiricus tomou.

Simplesmente não há como construir conhecimento lendo jornais.

Para se ver convencido dessa impossibilidade, experimente ler a capa de um jornal de 12 meses atrás.

Veja, não estou falando para você ignorar a imprensa, que pode servir para vários outros fins.

Estou falando apenas que jornais não geram conhecimento, e podem gerar desconhecimento.

Bem, como este post em si não é uma peça de marketing, eu não seria imbecil de lhe dizer algo como “jornais não geram conhecimento, mas a Empiricus gera; ergo, assine Empiricus”.

Isso seria realmente brochante para o leitor que acompanha meu Grana Preta.

 

A Empiricus – embora seja MUITO diferente dos jornais – também não gera conhecimento financeiro.

Publicamos opiniões, recomendações, visões do mundo dos investimentos.
Queremos te fazer sempre mais rico.

Se você quer conhecimento financeiro, terá que ler livros, tomar puxões de orelha e ouvir histórias.

Mais importante do que tudo isso, porém, você terá que investir, viver suas próprias histórias.

Terá que perder dinheiro e ganhar dinheiro.

Está gostando desse artigo?Insira seu e-mail e comece já a receber nossos conteúdos gratuitos

Terá que aprender, na prática, a diferenciar resultados bons/ruins de sorte/azar e orgulho/vergonha.

É o único jeito, de verdade.

Um Abraço,

Rodolfo Amstalden

Links Recomendados

:.Ações só existem enquanto interagem

:.O plano B para a reforma previdenciária

:.A SuperPrevidência: O melhor plano de previdência de todos os tempos

Conteúdo recomendado