Receberei um push e estarei desligado

Receberei um push e estarei desligado

Cara Leitora e caro Leitor,

Vocês já atualizaram suas fotos no Tinder? Impulsionaram seus perfis no Happn?

O fato de ambos gostarem da Empiricus pode combiná-los; felizes para sempre, ou quem sabe uma noite…

Hoje, os robôs de relacionamento cruzam likes e swipes de pares que se encontram no romance dos algoritmos.

Ficou tudo bem prático.

Amanhã, esses mesmos robôs darão um passo a mais:

“Bruna é belíssima, educada, tem um olhar cativante e vai conquistá-lo da primeira vez que saírem juntos. No entanto… , Carlos é a sua verdadeira companhia para a vida toda. Analisei todos os seus dados contra os dados de ambos e sua história com Carlos é a de um perfect matching. Bruna lhe fará contente a curto prazo, mas é Carlos quem representa sua verdadeira felicidade amorosa a longuíssimo prazo”.

Parece impossível?

 

Pois eu já dou por decretada minha demissão.

Assim que os robôs de relacionamento subirem das calçadas para os prédios da Faria Lima, eu estarei descendo para o subsolo.

Consigo imaginar-me escrevendo este Grana Preta numa segunda-feira demissional, mais próxima do que distante.

Antes de chegar ao último parágrafo, receberei um push notification e pronto: estarei desligado.

No meu lugar, um algoritmo passará a produzir recomendações financeiras sob demanda.

Este robô ouvirá suas músicas no Spotify, assistirá aos seus filmes no Netflix e acompanhará seus principais gastos de cartão de crédito.

Com base em todos esses inputs, indicará a venda de BRUN3 e a compra de CARL3.

Afinal, pouco importa que você tenha se apaixonado pela história corporativa de rápido crescimento de BRUN3; você precisa mesmo é do fluxo seguro de dividendos de CARL3.

Enquanto este dia não chega, sigo gerando ideias financeiras para todos os leitores que querem seguir meu PRP, sem a pressa de um futuro distópico.

No PRP®, eu monto uma carteira de ativos de renda fixa, câmbio, ações e fundos imobiliários que fazem sentido para mim e para meus leitores, sem bisbilhotar na vida de ninguém.

Se você ouve sertanejo, não vou te recomendar JBSS3.

Está gostando desse artigo?Insira seu e-mail e comece já a receber nossos conteúdos gratuitos

Se você assiste Stranger Things, não vou te sugerir caderneta de poupança.

Entre bons aplicativos e boas aplicações, eu fico com as últimas.

Talvez isso soe como cantada de bar, mas qual é o problema?

Eu mesmo conheci minha esposa num boteco, à moda antiga, quando os robôs de relacionamento sequer existiam.

Talvez não fosse mesmo tão prático quanto é hoje, mas era divertido.

Até a próxima!
Rodolfo Amstalden

Conteúdo relacionado